22 de mai de 2014

Teenage Dream - 55

Blaire's P.O.V
Logo eu o vi se ajoelhar na minha frente, o que me fez arregalar os olhos. Vi sua mão tirar do bolso de sua calça, uma pequena caixinha roxa com um laço dourado. Logo ele à abriu e eu pude ter a visão perfeita de um anel dourado, com pedrinha brilhante. Esse homem é demais. Eu estava sem palavras.

- Você aceita casar comigo? - Perguntou e eu abri um grande sorriso.
- É claro que eu aceito! Eu te amo, muito, muito, muito! - Gritei e o abracei.
- Eu te amo muito mais. Minha vida, meu tudo! - Respondeu.

Eu continuava chorando. Eu estava emocionada. Algo assim é demais para mim, ainda mais quando alguém como eu está grávida. Eu continuava abraçada à ele, mas eu estava dura, como se estivesse em transe, não conseguisse sair. Logo nos separamos e ele delicadamente, colocou o anel no meu dedo. Aquilo foi a melhor coisa que já aconteceu na minha vida, eu amo esse homem, demais mesmo. Como eu tinha dito um pouco antes, é com esse homem que eu me caso. Eu juro que jamais pensei amar alguém assim.

- Você é minha vida. - Falou, e me deu um selinho demorado.
- Você é a minha. - Beijei ele.
- Blaire?
- Sim?
- Eu quero você, eu quero sentir você. - Colocou a cabeça entre meus seios e soltou um suspiro.
- Eu estou cansada amor, eu estou grávida...
- Tudo bem, eu respeito seu tempo. Vou esperar a porra de um ano pra poder transar de novo.
- Isso mesmo, seja fiel.
- Por você. - Me deu um breve selinho.



Sentou na cama, e eu sentei no colo dele. Iriamos ficar um bom tempo namorando ali. Como eu gostava de passar meu tempo com ele, por mais que o dia estivesse desanimado, seria divertido, pois ele estaria ali comigo. Ajeitei-me em seu colo, o que fez ele soltar um pequeno gemido.




- Blaire... Meu pau, você tá me deixando excitado!

- Eu posso estar cansada, mas, eu estou com saudades.
- Amor, se decide.
- Porra, eu quero transar com você. - Gritei e depois tapei a boca.
- Então vem cá.



Parti pra cima dele, o beijando. Nossas línguas travavam uma pequena batalha por um domínio único, aquilo sempre seria bom pra mim. 




Justin's P.O.V

Ela apertou o meu pau por cima da minha cueca e eu arfei, penetrei dois dedos em sua amiga, fazendo-a gemer baixinho, isso me dá prazer. Ela citou para eu parar e enfiar logo meu membro, pois ela não aguentava mais o tesão, olha meu poder?! Olhei para ela e ela assentiu, penetrei-a devagar e ela gemia muito, apertava os lençóis e puxava meus cabelos, estava à ponto de subir as paredes, fui aumentando a velocidade e ela gemia de prazer, isso me deixava com tesão. Uma de minhas mãos agora, seguravam um de seus seios enquanto eu chupava o outro, nossa, essa garota é gostosa para caramba velho. Depois ela inverteu a posição e ficou por cima de mim, subiu no meu membro e começou a kikar nele, eu gemia muito. Ela rebolava lá em cima, enquanto me beijava e acariciava meu abdômen. Sua boca avermelhada e meio carnuda me chamava por um beijo feroz, inverti a posição à atacando e dando um beijo prazeroso nela.



- Enfia a porra do pau. - Falou alto.

- Sim senhorita.



Penetrei ela com força, já estávamos ofegantes. Ela me fez gozar duas vezes na mesma noite, e engoliu todo aquele líquido que saiu de mim, e eu engoli o que saiu dela.




- Eu quero mais, Justin.

- Mesmo?
- No banheiro...



Levantamos devagar e corremos para o banheiro. Ele acariciava um de meus seios e chupava o outro. Enquanto eu arranhava suas costas. Desci para seu membro e o segurei com uma das mãos, fazendo movimentos de vai e vem lentos, isso deixava seu membro à ponto de explodir. Depois eu coloquei apenas sua cabeça na boca, e comecei a lambê-la de leve, eu gemia pedindo para que ela enfiasse meu pau logo na boca.




- Enfia logo isso Blaire, não aguento mais..




Blaire's P.O.V

Coloquei todo seu membro na minha boca e comecei a fazer movimentos de vai e vem rápidos, Justin se remexia de prazer, e eu estava ficando cada vez com mais tesão. Depois ele inverteu a posição, enfiando seus dedos em minha amiguinha. Eu delirava, e isso era gostoso. Depois ele me pôs de quatro e ficou roçando a cabecinha de seu membro em minha intimidade, e eu não aguentava mais o tesão, a escolha? Tive de obrigar ele a fazer o dever rapidamente.



- ME FODE CARALHO!




Ele enfiou com toda a força que ele tinha, em movimentos lentos que me faziam ir ao inferno e voltar de tanto prazer. Eu gemia em seu ouvido, e isso o dava mais tesão. Ele aumentava a velocidade, enquanto eu arranhava suas costas, eu estava à ponto de subir as paredes do banheiro.




- Agora deixa comigo...




Sentei em seu membro e comecei a rebolar lá, Justin se contorcia de prazer, enquanto eu comecei a kikar no seu amigão que logo foi amolecendo e suas veias engrossaram, senti seu líquido quente dentro de mim, e o beijei em seguida. Estávamos ofegantes, eu tinha gozado cerca de quatro vezes, e ele não foi nada diferente. 




[....]




Acordei sentindo mãos passearem por minha barriga. Olhei para cima e vi Justin sorrindo, sorri de volta e passei minha mão sob seu abdomen. Eu cantarolava o trecho de uma música do Justin Timberlake, Mirrors. Eu amava aquela música, era como melodia de canção para dormir...




- Eu amo você, muito mesmo. - Falou baixinho no meu ouvido.

- Eu também te amo. - Beijei seu mamilo.
- Você quer adiantar as coisas do nosso casamento?
- Sem contar para Amy? Tales? Ane?
- Eles nem ligaram mais pra gente, o que houve com eles?
- Eu não sei... Eu vou ligar para Amy, minha melhor amiga nem lembra de mim.

Peguei o telefone e disquei o número da Amy. Chamava, chamava mas ninguém atendia. Resolvi deixar uma mensagem. "Esqueceu de seus amigos, vagabunda? Eu grávida, e você faz isso comigo, nojenta. Nem liga pra perguntar se eu estou bem." Mandei e comecei a rir. Desliguei o celular e voltei a ficar deitada com Justin, aquilo estava tão bom, mas, tão morgado. Ouvi um bip do meu celular e fui ver se era a Ammy, mas, não... Era alguém que eu jamais esperava.

"Continua a mesma boba de sempre né? Ainda não me perdoou.. Não vou desistir enquanto você não for minha, você sabe o quanto eu te amo! Bom dia." - Luke.

"Tenta me esquecer por um só minuto. Eu tenho um avida, estou grávida de Justin, eu estou vivendo muito bem sem você. Tenta construir uma família com alguém que você ame de verdade Luke, você não poderia ter magoado alguém assim. Boa sorte." - Eu

- O que foi princesa? - Perguntou Justin.
- Apenas Luke, voltando a me perturbar.
- Que cara mais chato. Eu vou matar ele!
- Calma Justin, eu estou tentando concertar isso.
- Eu vou matar ele, ô se mato!
- Se acalma amor, deixa de ser paranóico.
- Tá, tá. Só estou de saco cheio dele sempre te perturbando. Não percebeu que te perdeu?
- Deixa ele se enganar, ele vai perceber algum dia, vai sim.
Estar ao seu lado me faz bem, estando com você tenho pura certeza de que estou feliz.
- Eu já falei que te amo? - Dei um selinho nele.
- Te - selinho - amo - selinho - assim - selinho - do -selinho - jeito - selinho - que - selinho - você - selinho - é.
- Deixa de ser bobo... - Beijei seu nariz.
Contanto que você me ame, poderíamos estar passando fome, poderíamos estar sem casa, poderíamos estar sem dinheiro. Contanto que você me ame, serei sua platina, serei sua prata, serei seu ouro. Contanto que você me ame, me ame, me ame. Contanto que você me ame, me ame, me ame.
- Eu já te amo seu idiota. - Rimos.
Se preciso.. Eu vou revelar, dizer à Deus e ao mundo que eu te amo, eu só quero, só preciso estar com você. 
- Virou poeta hoje, foi? Que isso Justin! - Ri.
- Eu amo você, boneca.
- Eu te amo mais.
- Eu amo mais.
- Amamos igual. - Falei. - Quero ir à sorveteria hoje.
- Vamos, se arruma.

[...]

Justin's P.O.V

- Chocolate ou morango? - Perguntei

- Creme.
- Para de ser teimosa amor, chocolate ou morango?
- Creme.
- Creme não tem.
- Então escolhe você.
- Chocolate.
- Mas eu queria de morango.
Por que não disse?
- Porque eu queria de creme.
- Então é de morango?
- Quero de chocolate.
- Decide.
- Quero de uva.
- Vou comprar a sorveteria inteira desse jeito.
- Se vier você dentro, pode comprar amor.
- Sou exclusivo.
- De quem?
- De muitas mulheres?
- Perdi a vontade de tomar sorvete.
- Não quer saber quem são essas mulheres?
- Pega todas pra você.
- Ciúmes?
- Não.
- Amor volta aqui, o sorvete vai derreter.
- Leva pra elas.
- Tá com ciúmes amor?
- Já disse que não. - Ela fala gritando enquanto tenta sair da sorveteria -
- Amor. - Eu a puxo e a beijo - Só me ouve.
- Fala.
- Sou teu amor, só teu.
- E as outras mulheres?
- Aí depende, quantas filhas quer ter?

- Idiota. - Riu e me beijou. Algumas pessoas fizeram um coro de "awn".
- Eu te amo demais porra... O coração não escolhe por que nos apaixonamos, mais o meu escolheu você.
- E o meu, você. Justin, quais seus sonhos?

- 1º Você já me ajudou a realizar, que foi virar cantor. 2º Casar com você. 3º Ter filhos com você.

- Awn que lindo!
- E você?
- Poder estar ao seu lado sempre. O que você prefere, estar comigo ou ser feliz?
- Estar com você, pois tendo você, sou o homem mais feliz do mundo.
- Own, meu Justin! - Selinho -

Meu mundo é pequeno, só cabe eu e você.

Coloquei nossos narizes encostados enquanto esperávamos os sorvetes chegar, o que estava demorando para cacete. Olhei para a frente, quando a moça me cutucou, entregando o sorvete para cada um. Peguei o dinheiro e paguei à moça e logo fomos embora.

- À cada dia você me surpreende mais. - Comentou Blaire.
- Eu te amo, eu sou capaz de tudo por você.
- Você é lindo.
- Não tanto quanto você.
- Não tanto quanto nosso amor. - Respondeu.
- Princesa. - Beijei sua testa.

Blaire's P.O.V
O Justin está sendo muito amoroso estes últimos dias. Cavalheiro, e tudo mais! O  amo tanto, acho que sem ele eu não vivo! A gente tá se dando tão bem, espero que consigamos ser felizes para sempre.. Chegamos, ele estacionou o carro e abriu a porta para mim.

- Obrigada, cavalheiro.
- De nada, dama.

Alguns dias depois [...]

- Justin?
- Sim?
- Eu quero ter uma menina.
- Eu quero ter um menino, para quando ele ficar mais velho, proteger a irmãzinha.
- Awn. Você tá muito doce esses dias, o que houve?
- Eu só quero ser melhor. Você merece.
- Eu gosto quando você fala coisas bonitas assim.
- Você é minha mulher, tenho que te falar isso à todo segundo.
- Não, se não enjoa.
- Tá bom louquinha.
- Eu quero comer sabão. - Falei do nada, estava dando um desejo.
- Tá louca? Quer morrer? Eu em. Vou dar sabão não.
- Se você não me der um, seu filho vai nascer com cara de sabão.
- Ainda bem que eu não acredito nisso.

[...]

- Quero um roxo por favor.
- Não mudou nada né? - Rimos - Consegui arrancar um sorriso seu!
- Não vale. Moço, cadê meu algodão - doce?
- Acho que ele deu pro garotinho ali ó. - Apontei -
- E eu vou pegar o seu. - Arrancou um de minhas mãos e saiu correndo -
- Eu vou pegar isso de você, devolve. - Corri atrás dele -

Perto daquele Parque tinha uma praia, então fomos correndo até lá, até que ele se cansou e já tinha devorado todo o meu algodão - doce. Fingi uma cara feia, e ele veio até mim. Cruzei os braços e me virei, senti que ele se virou também e foi andando, até que eu pulo em suas costas.

- Socorro, tirem essa louca de cima de mim!
- Ei, fica quieto, mosquito.
- Bem eu né? Você que pesa uns 40 quilos.
- Ofendeu, eu peso 55 quilos meu bem. Não sou tão magra!
- Não é o que parece.
- É o que grilo? Tá pedindo pra morrer, é melhor correr!
- Vamos voltar, já está tarde demais. A cama deve estar sentindo minha falta.
- Nem é convencido. Vamos!
Fomos correndo  e ele foi contando umas piadas, eu não sei cara, tão sem graça que eu apenas ri da risada dele. Ah seu loirinho, como eu te amo.

~ + ~
Capítulo big porque eu sou legal. O que acharam? Continuo em breve gente, desculpem pela demora e obrigada pela paciência. Amo vocês, Bieberkiss <3

2 comentários:

  1. Hello, Olha bom sou sua leitora nova, estou começando a ler hoje, e simplesmente amei! Bom vou começar a acompanhar todos os seus Imagines aqui. Bom, estou adorando isso aqui! Bjs, Só não escrevo mais por que estou no celular e é difícil escrever aqui sem ter erros ortográficos! Então vou comentar todos os capítulos, Bjs!!

    ResponderExcluir