30 de jun de 2014

Believe - capitulo 5

Justin , ele mesmo , meu deus acho que estou sonhando 
         - Vem sn , entra logo - disse ele me despertando 

Justin Bieber ( P.O.V )
             Estava dando uma volta pelo centro quando começou a chover , estava no transito quando vi a SN , abaixei o vidro chamei ela pra entra demorou mais entrou
                    - Oi Sn , tudo bem ? - disse sorrindo 
           - Sim e você ? - ela disse sorrindo , meu deus esse sorriso e tão lindo
    - Sim , mas ae o que te trás a NY ? 
         - Estou morando aqui agora - olhei surpreso pra ela com uma cara tipo " OQUE ? " ela caiu na risada , mds que risada gostosa
               - Onde está morando agora ? - ela foi me explicando o caminho deixei ela na porta
     - Acho que vamos ser vizinhos - disse apontando pra casa da frente
       - Obrigada Justin  
              - Dinada , tchau até - ela entrou , eu entrei com carro para garagem tomei um banho e liguei pros meninos virem aqui pra casa 
           
       Seu nome ( P.O.V )
Entrei em casa vi todos no sofá vendo filme , subi correndo coloquei uma calça lilás de moletom e uma blusa cinza , desci com a sacola e disse :
      - Bonito né , JUSTIN DREW BIEBER mora em frente da casa de vocês e nem me falam
- Eu não sabia dessa não amiga - disse Rafaela
 - O que tem nessa sacola amiga ? - perguntou Julia
- Doce - dei pra cada um o doce , ficamos ali a tarde toda vendo filme , conversando , comendo besteiras , já era 21:00 fui para varanda com meu violão e comecei a cantar Believe depois de ter cantando tomo um susto quando alguém bate palmas , era o Justin 
        - Nossa que voz - ele pulou a cerca
- Obrigada - sorri
 - Você ama tocar né ? - ela abriu um lindo sorriso
- Sim , tocar e meu refugio 
 - Vou te chamar pra fazer um feat comigo - disse rindo
- Irei esperar , senhor Bieber
- Me passa seu numero ? - eu perguntei
- Claro , anota aê 14525-63258
- O meu é 97845-87451
- Ok Justin , obrigada agora vou entra - depositei um beijo em sua bochecha e entrei , meu Deus eu estou mais que apaixonada por ele cara , mais ele não liga para mim , sei lá ele deve falar porque sou Belieber estou realemante confusa , nesses pensamentos acabei dormindo


------------------------------------------------------------------------
Oi meninas , desculpe não ter postado ontem , mais está ai 
 O que acharam ? Continua ? + 3 coméntarios

27 de jun de 2014

Believe - capitulo 4

           Acordei , desci pra tomar café junto com o Paul , quando desci vejo que o Paul está com uma carta na mão eu pego e leio ela e está escrita :
                           " Eu sei que vocês não gostam de mim apesar de eu ser sua filha , hoje começo uma vida nova em Nova York e o Victor vai comigo , apesar de você não gostar de mim , eu amo vocês , beijos aproveitem essa vida sem mim " - acabei de ler abri um sorriso enorme junto com o Paul nem acredito nisso já não aguentava eles

Justin Bieber (P.OV)
       Fiquei mais um dia aqui no Rio com esperanças de encontra a SN mais não encontrei , hoje acaba minha turnê vou para minha nova casa em NY
     [...]
  Já estava em casa , levantei tomei um banho e me vesti aqui esta muito frio e com cara que vai chover peguei meu carro e fui da uma volta pela cidade

Seu nome ( P.O.V )
       Acordei , tomei um banho fiz minhas higienes pessoais me vesti desci e vi que todos estavam tomando café , ninguém me espera sabe , me ajuntei e disse :
                                    - Bom dia pra vocês também
                                  - Bom dia - disse todo mundo junto
                        - Bom tenho que ir pro colégio , aproveito e faço sua matricula - disse a Rafaela
                         - Aproveita e vamos juntas rafa - disse Julia e Samantha
                         - Tchau - disse eu e Victor
                  - Victor , vou sair beijos - Sai de casa fui ao um mercadinho comprei varias besteiras , sai do mercado e começou a chover puta que pariu essa chuva atrapalhando meu passeio , sai de lá andando rapido e se aproxima um carro e abaixa o vidro e fala :
                       - Entra aqui você pode pegar um resfriado nessa chuva - olhei e vi que era

 =============================================

    Oii meninas , obrigada novamente pelos 4 comentários , então amores vou poder posta agora só domingo mais se eu conseguir posto antes , eu sei que está pequeno demais 
                  Eai o  que acharam ? Continua ? + 3 Comentários  

26 de jun de 2014

Believe - capitulo 3

  - Olha a grosseria mlk - disse Fredo entrando no quarto com um travesseiro e cobertor
 - Tá tá , o que você quer ? E pra que esse travesseiro e cobertor ?
- Scooter disse que temos mais um dia aqui , e eu vou dormi aqui com você - disse já deitando na cama
- Euhein , eu só durmo com mulher rapá , vaza - disse empurrando ele
- Sou mais velho e eu mando u.u , nossa que menina era aquela da praia ? MDS muito gostosa
- Minha namorada Fredo , tire o olho dela - ele me olhou com uma cara e disse :
- Desde de quando Justin Drew Bieber , tem uma namorada brasileira ?
- Ela é belieber , e todas as beliebers são minhas namoradas , agora vai dormi - ele riu e dormimos e isso e muito gay eu sei

Seu nome ( P.OV )
   Acordei por voltas de 15:00 , levantei e tomei um banho fiz minha higienes e como hoje estava calor vesti isso , desci as escadas encontrando meu pai , minha mãe e meu irmão na sala passei direto , fui a cozinha peguei uma maça e voltei pra sala sentando ao lado de Victor

                        - Que palhaçada foi essa de você ir para praia a noite Sn ? -disse meu pai
                        - Eu sempre fui e vocês nunca reclamaram
                      - Mas dessa vez você viu o Justin Bieber foi diferente - disse minha mãe
                     - Como vocês sabem disso ? - perguntou victor
                   - Está em todos os lugares na internet - disse minha mãe
                   - E o que isso tem demais ?
  - Pega mal no sobrenome da nossa familia , imagina a pessoas sabendo que uma Walker e fã do Justin - depois que ele falou isso fui direto pro meu quarto , não acredito que não posso ser fã do Justin por causa do sobrenome da familia , subi no banco e peguei minhas malas não fico mais aqui nem morta peguei minhas roupas todas , acessorios , , meu quarto já não tinha nada meu ali , tudo deu em 4 malas , nisso Victor bate na porta e me olha assustado e falou :
                       - Cadê as suas coisas ? E porque essas malas ?
   - Victor e o seguinte eu não fico mais nessa casa , as meninas me chamaram pra mora com elas e eu vou
- Quem disse que você vai sozinha ? Eu vou - nisso abri um sorriso e dei um abraço nele e falei
              - Eu te amo
[....]
             Já era 01:00 da manha , eu e Victor jogamos a mala pela janela e pulamos fomos direto pro carro , chegando no aeroporto fizemos o cheki in , e sentamos e aproveitamos e tiramos uma foto e postei com a seguinte legenda no instagram :
                                   @SNandrade : Tchau Brasil !
[...]
               NY aqui estou eu , acabamos de chegar na casa das meninas , toquei a campainha , veio as 3 correndo me abraçar ( oh , mds quanto amor )
                   - AMIGAAAAAAAAAAAA , QUE SAUDADES - gritaram elas
              - Amor que saudades - disse julia para victor e se beijaram ( Sim , eles são namorados ) - entramos e a Rafa disse :
                 - Cada um aqui tem seu quarto , mas Victor seu quarto será junto com a da Julia
                 - Sem problemas - disse ele , eu subi arrumei tudo , tudo mesmo e estava exausta e acabei dormindo

Anne Andrade ( P.OV )

----------------------------------------------------------------------------------------

                     Obrigada pelos os comentarios meninas , esperam ter gostado desse capitulo 
                                   Continua ? + 3 comentarios 
               

Caminhos Cruzados cap. 29

(mini) pke sim! quero deixar vcs curiosos

25 de jun de 2014

Believe - Capitulo 2

               Acordei umas 23:00 desci e não vi ninguém em casa , subi pro meu quarto tomei um banho e me vesti peguei meu violão e pedi ao Mike ( motorista ) me levar a praia de Copacabana , ele me deixou ali e foi embora , dei uma olhada pro ontem e não tinha nenhuma menina deviam está tudo voltando do show , tirei meu chinelo e sentei naquela areia , olhei pro mar lembrei de tudo que fiz para poder ir ao show , e foi nesses pensamentos que comecei a tocar Be alright cada letra que cantava uma lagrima que caia , acabei de tocar sentir que estava sendo observada quando olhei pra atras e não acreditei quem eu estava vendo , era ele na minha frente Justin Bieber isso pode ser só um sonho eu não conseguia falar e me mexer , ele veio e sentou ao meu lado abriu aquele olhar de preocupado e disse :
 
                                - Porque está chorando ? Não gosto de ver minhas beliebers tristes
                                      - Problemas com meus pais
                                   - Eai , foi no show de hoje ? - ele disse com o maior sorriso no rosto
                              - Não , bom eu iria mais meus pais rasgaram o ingresso - ele ficou surpreso ele decidiu mudar de assunto e disse :
                       - Então vamos tirar uma foto , ele me puxou e postou no instagram assim :

                                @Justinbieber :belieber small
                       

                        - Estamos aqui se falando e nem sei o seu nome , qual e seu nome ?
                                 - SN - ele abriu um sorriso e disse :
                     - Então Sn , você canta muito bem - sorri envergonhada e disse
                         - Obrigada Justin - nisso vejo alguém se aproximando dizendo
          - CRIATURA , VOCÊ ESTÁ MALUCA DE SUMIR , SEM AVISA ? - sim , era o Victor
                 - tá tá garoto , estou super bem querido - dei um sorriso ai ele viu o Justin e disse
              - Caraca brown , sou seu maior fã gosto de você pra caraca , tgld ? - eles deram um toque
                     - Serio , fico feliz por isso - disse Justin
              - Mentira Justin , esse garoto em sem fã é ele é - a gente começou a ri e Alfredo pareceu lá e chamou o Justin , ele se despediu da a gente e o Victor me perguntou
                    - Como está se sentindo ?
                  - Bem melhor - dei um sorriso e ele beijou minha bochecha ( melhor irmão do mundo , morram de inveja , ahahha )


 Justin ( P.O.V )
      Caralho eu só tenho belieber gostosa , ainda mais a que eu tive prazer de conhecer hoje SN..., entrei no chuveiro tomei um banho bem demorado , e fui deitar porque estava super cansando , foi quando um infeliz bate na porta que droga , e eu gritei :
                   - Entra logo...


-------------------------------------------------------------

Então amores , obrigada pelos 4 comentários , está ai continuo ou não ? 

+3 comentários 

20 de jun de 2014

You And I - Capítulo 2

Eu sinto saudades dele. Saudades e angústias ao mesmo tempo.

[...]

Mãe: Está tudo bem, querida? - Olhou para mim -

Eu: Acho que sim. - Tampei o rosto -

Mãe: Hm. - Telefone toca - Já volto.

Fiquei a observando, depois de uns 5 minutos, vi ela se aproximar.

Mãe: Porque não me disse que o Justin estava vindo para cá?

Eu: Ah sei lá. Achei que não queria saber.

Mãe: Claro que queria saber. - Me olhou feio - Até porque gosto muito dele!

Eu: Tá, desculpa.

Mãe: - Riu fraco - Tudo bem. - Silêncio - É por causa dele que está assim? - Se sentou do meu lado -

Eu: Não.. - Menti -

Mãe: Não menti para mim. - Passou as mãos em meus longos cabelos -

Eu: ... Tudo bem, é por causa dele sim.

Mãe: Mas porque está assim? deveria está Feliz. Afinal, você vai ver ele, não vai?

Eu: É, acho que vou. Estou magoada.

Mãe: (S/N), você tem que entender que ele teve que ir embora para seguir seu sonho. E olha onde ele está agora!

Eu: Mãe, não é por causa disso.. Ele não me ligou, não mandou mensagens, nem nada. E achei que perdi meu amigo para sempre.

Mãe: Eu sei, eu te entendo. Acho que sei como você está se sentindo. Mas quando ele chegar, vocês conversam! - Sorriu me fazendo sorrir - Ele vai chegar amanhã de tarde, certo?

Eu: Sim.

Mãe: E Pattie vai vim com ele. - Sorriu -

Eu: Sério? - Assentiu - Ah, não acredito. Estou morrendo de saudades dela.

Mãe: Eu também. - Se levantou - Vamos comer?

Eu: Vamos.

Mamãe e eu fomos comer e passamos a maior parte do tempo assistindo Tv e rindo.

[...]

(20:00hrs)

Pai: Cheguei. - Disse entrando e logo fechando a porta -

Eu: Oi, pai. Como foi hoje?

Pai: Ótimo. - Sorriu e beijou o topo da minha cabeça - Cadê sua mãe? - Disse tirando o casaco -

Eu: Está no quarto. - Olhei para uma caixinha que estava em sua mão - Oque é isso? - Falei apontando -

Pai: Ah, isso aqui? - Assenti - É para você. - Falou me dando a caixinha -

Mãe: Oi amor. - Falou entrando na sala e ambos ficaram me encarando, sorrindo -

Abri a caixinha e minha boca foi no chão.

Eu: PAI, MEU DEUS. EU NÃO ACREDITO. SOCORRO. AAAAAAAAAAH. EU TENHO UM CARRO. - Pulei em cima deles e os abracei - MUITO OBRIGADA. EU AMO MUITO VOCÊS!

Sim, eu sei dirigir. Dirijo desde dos meus 16 anos. Ganhei minha carteira já faz 2 meses e agora tenho MEU CARRO.
EU ESTOU SEM PALAVRAS. EU NEM ACREDITO QUE ISSO ESTÁ ACONTECENDO. ALGUÉM ME AJUDA?

Mãe: Vamos lá fora. Vamos ver o seu carro. - Sorriu e me abraçou -

Fomos para fora, e dei de cara com MEU CARRO.

Eu: MEU DEUS, QUE CARRO PERFEITO. - Cheguei perto dele - Muito obrigada. - Olhei para eles e voltei a analisar o meu bebê.

Meu aniversário será na próxima semana.. E com certeza esse é o melhor presente que eu ganhei. Eu amo muito meus pais.

Peguei a chave e entrei dentro do carro.

Eu: Vou dar uma volta. Quero andar nele. - Sorri com os olhos marejados -

Pai: Mas não demore.

Mãe: Tome cuidado.

Eu: Sim, só vou andar pelo quarterão. Não vou demorar! - Liguei o carro e meu coração disparou -

É muita emoção.

Dei a ré e logo acelerei e fiquei andando pelo quarterão. Pensei em passar pela casa da Caitlin e foi oque fiz.

Buzinei assim que cheguei na casa dela. Fiquei esperando um pouco, até ver se aproximando.
Abaixei os vidros e a boca dela foi no chão.

Caitlin: (S/N)? - Gritou - MENINA, OQUE VOCÊ FAZ NESSE CARRO? ROUBOU FOI? SOCORRO. - Pirou de vez -

Eu: Relaxa. - Gargalhei - Entra aí. - Destravei as portas -

Caitlin entrou e ainda surpresa perguntou..

Caitlin: De quem é esse carro, (S/N)? - Me olhou -

Eu: Meu, ué. - Falei enquanto dava partida no carro -

Caitlin: Hahahaha. Eu estou falando sério. De quem é?

Eu: Eu já disse que é meu. - A olhei - Eu ganhei. Meus pais me deram de presente de aniversário. - Sorri -

Caitlin: MEU DEUS. EU NÃO ACREDITO. ESSE CARRO É PERFEITO. - Falou enquanto o analisava -

Eu: Sim, eu sei. Eu amo demais eles. - Sorri novamente -

Caitlin: Agora podemos ir para o Shopping na hora que quisermos. - Sorriu -

Eu: Hehehe, com certeza. - Rimos - Mas eaí, e seu carro?

Caitlin: Vai chegar amanhã. - Sorriu novamente - estou com saudades do meu bebê.

Eu: - Ri -

Ficamos jogando conversa fora. E quando deu 21:00hrs deixei ela em casa e fui para casa, guardando o MEU CARRO na garagem. Sim, não canso de dizer 'MEU CARRO". Ri comigo mesma e entrei. Dei boa noite aos meus pais e fui para meu quarto, tomei um banho e coloquei essa ROUPA. E me joguei na cama, peguei no sono.


-----------------------------------------------------------------------------
Heeeeey guys :3
Obrigada pelos 5 comments <3
Desculpem pela demora e pelo capitulo de merda :P
Continuo com + 3 comentários ♥

Believe - capitulo 1


SN ANDRADE ( P.O.V )
      Acordei com raios do sol na minha cara droga esqueci de fecha a janela , levantei super animada porque hoje é o SHOW DO JUSTINNNNN , e meus pais falaram que não ia ganhar nem um centavo , eu fiz de tudo e conseguir compra o ingresso sem a ajuda deles , fui direto pro banheiro fiz minhas higienes pessoas e me vesti , fui a cabeceira da minha cama e peguei o ingresso guardei com cuidado no bolso e desci encontrei minha mãe e meu pai tomando café , cheguei e sentei na mesa :
                                 - Bom dia
            - Bom dia filha - eles falaram juntos
           - Filha sabia que o Justin Bieber está aqui no Rj , e hoje vai fazer show ? - disse meu pai
           - Sim pai - nisso abri um sorriso
              - Não sei porque está sorrindo , você não vai porque não tem ingresso  - disse minha mãe
           - Sobre isso , então eu andei ajuntando dinheiro e eu conseguir compra o ingresso - disse eu
        - Deixar eu ver esse ingresso - disse minha mãe eu tirei do bolso e entreguei na mão dela ela falou alguma coisa no ouvindo do meu pai e em frações começou a rasgar o ingresso na minha frente fiquei sem reação só sabia chora e chora
             - Porque você fez isso mãe ? - disse chorando e ela deu um sorisso
        - Filha , ele não presta é maconheiro , ex - presidiário , picha murros , alcoólatra , não gosta de vocês - disse ela
             - PORQUE VOCÊS ATRAPALHAM OU ESTRAGA TUDO QUE EU FAÇO ME EXPLICA PORQUE - disse gritando e chorando
             - Para de gritar garota - disse meu pai
            - Sabe o motivo ? E porque você só faz merda você e imprestável você não vai ser nada essa vida você e um erro
              - QUE MERDA VOCÊ FALOU PRA SN ? E ISSO MESMO MÃE ? - disse Victor chegando na sala eu me encontrava sem reação tudo que ela falou foi como uma facada no meu coração aquilo doeu e ainda esta doendo muito
              - Sim Victor e sim a pura verdade - disse novamente minha mãe
             - Vem sn , vamos subir - disse Victor me levando pro quarto dele , sentei na cama e ele falou
              - porque a briga começou ?
            - Victor nossa mãe rasgou meu ingresso do JB - chorei mais ainda
          - poxa anjo vem cá - Victor me abraçou e começou a mexer no meu cabelo sabe ? Parece que o Victor e a única pessoa que me ama ele pode me irritar , ser ciumento ser chato mais eu amo demais ele , no meio disso tudo acabei adormecendo
 
------------------------------------------------------------------------------------------------------
                        Está ai anjos como prometido , espero que gostem
                                     CONTINUA ? + 3 comentários 

Believe - Sinopse



    Essa será a historia que uma belieber sonhadora , guerreira , que acredita e lutar por todos os seus sonhos .

         

Sn Andrade , tem 17 anos , brasileira , belieber ,  filha de Anne Andrade e Paul Wlaker eles são os melhores advogados do mundo , e quase não tem tempo pra ela 


Victor Andrade , tem 20 anos , brasileiro , irmã de Sn , atualmente mora com seus pais no Rio de Janeiro , e namora Julia uma das amigas da Sn



Justin Bieber , astro teen que possui 20 anos , reconhecido pelo mundo inteiro , está terminando sua turnê believe

OUTROS PERSONAGENS :


Julia Oliveira  : 17 anos , brasileira , namorada de Victor , mudou os 2 dias pra NY
Caitlin Beadles : 19 anos , irmã mais velha de Chris Beadles
Chaz Somers : 20 anos , melhor amigo de Justin Bieber , namorado de Caitlin
Rafaela Almeida : 16 anos , brasileira , melhor amiga de Sn , no momento mora em NY
Chris Beadles : 17 anos , irmão mais novo de Caitlin 
Samantha Hani : 17 anos , brasileira , amiga de Sn , no momento mora em NY
Ryan Butler : 19 anos , acompanha o JB na sua turnê

OBS : NEM TODAS AS IDADES SÃO VERDADEIRAS E NO DECORRE VÃO PARECER MAIS PERSINAGENS

------------------------------------------------------------------------------------------------------

Oi amores , bom eu me chamo Yasmin mas podem me chamar de Yas , sou nova aqui e essa será minha  fic , espero que gostem 

+ 3 comentários posto o 1 cápitulo 


       

19 de jun de 2014

You And I - Sinopse+Capítulo

Sinopse


(S/N), 18 Anos, Brasileira. 
"Já fui amiga do Justin.. Sim o Justin Bieber. Desde que ele foi embora para atlanta aos 13 anos, nós nunca mais nos vimos. Depois disso, ele nunca mais deu noticias e sim, eu fiquei muito triste. Então foquei em meus estudos, a unica coisa que eu sabia é que com 16 anos, ele começou a brilhar. Mas eu não ligava a Tv para nada, nem para ver notícias sobre ele.. Quer dizer, nem Tv eu não assistia mais. Era só estudos, estudos e estudos. Mas agora, com 18 anos.. Eu estou livre, ouviram? Livreeeeee. Agora posso fazer oque quiser. Talvez sair daqui do Canadá, ir morar em Los Angeles. Não sei!"

Justin Bieber, 20 Anos, Canadense.
"Agora sim, eu sou oque sempre quis ser. Agora tenho casa para morar. Tenho uma família feliz. As fãs mais fiéis do mundo. Que bom que cheguei aqui! Nunca pensei que chegaria nesse nível. Mas na verdade, sinto muita falta do Canadá.. Dos meus amigos, dos meus avós.. E a (S/N). Aaah (S/N), nunca mais a vi. Acho que ela deve ter ficado triste por eu não ter dado mais notícias. Mas quando eu encontra-lá, explico tudo."

Outros personagens:

Caitlin Beadles.
Christian Beadles.
Ryan Butler.
Chaz Somers.
Selena Gomez.
Pattie Mallette.
Jeremy Bieber.
etc..

Capítulo 1


Eu: Mãaaaaaaae. - Gritei do quarto -

Mãe: Oque foi? - Gritou da cozinha -

Eu: Você viu meu Notebook? - Disse entrando na cozinha -

Mãe: Não. Você deveria saber onde guarda suas coisas. - Disse e provou um pouco de sua comida -

Eu: Argh. - Cocei a cabeça e fui para sala, abrindo a gaveta do Criado-mudo - Achei! - Disse assim que vi meu Notebook - Oque diabos tava fazendo no Criado-Mudo? - Disse entrando na cozinha novamente -

Mãe: Não me pergunte. Porque eu não sei de nada!

Eu: Mãe.. não tá ajudando. - falei enquanto prestava atenção no Note -

Mãe: Hmm.. deve ter sido a Maria!

Eu: Não, a Maria sabe onde deve ficar.

Maria trabalha para gente. Mas tipo, ela é meio que da família.

Mãe: Ah, então não sei.

Eu: Mãe, acho que vou passar um tempo em Los Angeles.

Mãe: Hm.. Quando vai?

Eu: Não sei ainda. Tô pensando!

Mãe: Vai sozinha?

Eu: Se a Caitlin for para lá, eu vou. 

Caitlin Beadles, minha melhor amiga. 
[...]

Cailtin: (S/N), está sabendo? - Disse enquanto comia o seu sorvete -

Eu: Oque?

Caitlin: Justin está vindo para cá.

Eu: OQUE? 

Caitlin: Isso mesmo que você ouviu. Sinto saudades dele! Do meu amigo.

Eu: É.. Quando ele chega?

Caitlin: Acho que amanhã de tarde.

Eu: Hmm.. Já terminou? - Assentiu - Então vamos.

Nos levantamos e fomos embora.

Eu não acredito que Justin está vindo para cá. E se eu ver ele? Ah, com certeza isso vai acontecer. Mas.. mas.. depois de tanto tempo. Isso vai ser estranho. Não sei, estou com frio na barriga. 
Eu sinto saudades dele. Saudades e angústias ao mesmo tempo.

---------------------------------------------------
Heeeeeeeey sisters 8)
Olá, sou a nova adm do blog u_u
Meu nome é Hingrid Kelly, tenho 13 anos :3
Espero que gostem de mim.
desculpem pelo capítulo pequeno.
Continuo com 2 comentários u.u


13 de jun de 2014

Teenage Dream - 59 (Penúltimo cap)

Blaire's P.O.V
Muitas vezes damos importância demais para problemas que não afetam nossa vida em nenhum sentido.

Muitas vezes ficamos assustados com o que vai acontecer com o nosso futuro, e esquecemos de que nem 

o passado nem o futuro importam, apenas o presente. Apesar de todos os problemas, todas as confusões,

nunca deixe seu presente ser abalado. Aliás, a vida é uma só, e não existe passado nem futuro depois 

que morremos, pois ela é feita apenas de presente. Então viva o hoje e seja feliz enquanto há tempo.


Eu tinha deixado uma carta para ele, com um texto dedicado somente para Justin. E no fim eu avisei que sairia de casa para ir no shopping.

“Meu amor, meu príncipe. Eu agradeço a Deus todos os dias por ter te colocado na minha vida. Nunca imaginei que alguém poderia fazer com que eu me sinta assim, do jeito que você sabe fazer eu me sentir. É perfeito quando você está comigo. Toda dor desaparece, toda preocupação some, eu só consigo me concentrar nestes teus olhos grandes e cheios de luz. 

Te conhecer foi a melhor coisa que me aconteceu. A minha vida mudou completamente depois de você. Eu não dou mais aquela menina boba, carente, que chora por qualquer coisa. Você me ensinou a ser forte, a ser eu mesma e a encontrar o consolo no seu abraço. Sempre que preciso é você quem está do meu lado, me ajudando, me aconselhando, me consolando. Eu não consigo mais imaginar a minha vida sem você, sem os seus carinhos, o seu afeto e o seu amor. 

É incrível como nossas ideias se encaixam, os nossos gostos combinam e tudo fica tão perfeito quando estamos juntos. É como se a minha vida preta e branca tivesse enfim ganhado cor. Muitas cores, diversas e infinitas. Cores que só o amor sabe revelar. 

Todas essas coisas me fazem acreditar que eu e você somos predestinados e que vamos ficar juntinhos por toda essa vida. Não sobreviveria longe de você, você é o meu ar, o meu chão. É necessidade ter você na minha vida. 

Te amo mais do que a tudo nesse mundo, meu príncipe, meu namorado perfeito!”

Lembro eu, que se soubesse muito, antes de conhecer Justin eu pensaria assim:
Quero um homem que me chame de linda em vez de gostosa... Que me ligue de volta quando eu desligar na cara dele... Que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do meu coração, ou que permaneça acordado só para me observar dormindo...O homem que me beije na testa...Que queira me mostrar para todo mundo mesmo quando eu estou suando... Um homem que segure minha mão na frente dos amigos dele... Que me ache a mulher mais bonita do mundo mesmo quando estou sem nenhuma maquiagem e que insista em me segurar pela cintura... Aquele que me lembra constantemente o quanto ele se preocupa comigo e o quanto sortudo ele é por estar ao meu lado...Aquele que esperara por mim... Aquele que vire para os amigos dele e diga ** “É ela, a mulher da minha vida! Mas o que impressiona mesmo no amor-perfeito é o nome. Que responsabilidade, meu filho! Há por aí uma planta chamada de amor-de-um-dia, que não carece muito esforço para ser e acontecer, como doidivanas. Outra atende por amor-das-onze-horas e presume-se como sua vida é folgada. Há também amor-de-vaqueiro, amor-de-hortelão, amor-de-moça, amor-de-negro... muitos amores vegetais que desempenham função limitada. Mas este aqui não tem área específica, não se dirige a grupo, ocasião, profissão. É absoluto, resume um ideal que vai além do poder das flores e dos seres humanos. 
Que sentirá o amor-perfeito, sabendo-se assim nomeado? Que tristeza lhe transfixará o veludo das pétalas , ao sentir que os homens que tal apelação lhe dera não são absolutamente perfeitos em seus amores? Que aquele substantivo, casado a este adjetivo, sugere mais aspiração infrutífera da alma do que modelo identificável no cotidiano? 
A tais perguntas o sóbrio amor-perfeito não responde. O outono tampouco. Talvez seja melhor não haver resposta.

Nao quero uma amor que somente me diga palavras bonitas
e sim que me faÇa senti-las
Nao quero um amor que me leve no melhor restaurante
e sim o que cozinhe comigo 
Nao quero um amor que me de sempre flores
e sim um que cultive elas comigo
Nao quero um amor que me encha de ouro 
e sim se sente ao meu lado e veja o por do sol
Nao quero um amor que me aneis de brilhante
e sim um amor que seja capaz de me mostrar o brilho das estrelas 
Nao quero um amor que se mostre presente
e sim um amor que na sua ausencia me faÇca sentir saudade
Nao quero um amor que grude em mim 
e sim um amor que me faÇca sentir que esta aqui
Nao quero um amor vazio 
e sim um amor que consiga colocar em minha vida 
os maiores dos sentimentos 
o amor que é sentido na sua essencia ...
pois a essencia do amor nao esta em nada 
que tocamos e sim no que sentimos....


Esta seria minha metáfora (Ata)!


Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você! 

O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama. Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se. A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também? Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois. Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. 

Vou te trazer um cálice de vinho". Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato." Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta. 

Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.


[...]


Eu estava perdida naquele salão, rodava para lá e para cá, à procura de Justin. Ele disse que era para eu ir vê-lo em um salão de beleza, mas, eu não o encontrava em lugar nenhum! Eu só queria saber onde esse idiota tinha se metido dessa vez. Toda mulher que estivesse no meu lugar iria pensar que eu sou tão obcecada por Justin, à ponto de enfrentar 1001 traições por ele.


Eu quero dar meu depoimento. Creio ter um problema. Se mulheres que amam demais são aquelas que sufocam seus parceiros, que não confiam neles, que investigam cada passo que eles dão e que não conseguem pensar em mais nada a não ser em fantasiosas traições, então eu preciso admitir: sou uma mulher que ama de menos. Eu nunca abri a caixa de mensagens do celular do meu marido. Eu nunca abri um papel que estivesse em sua carteira. Eu nunca fico irritada se uma colega de trabalho telefona pra ele. Eu não escuto a conversa dele na extensão. Eu não controlo o tanque de gasolina do carro dele para saber se ele andou muito ou pouco. Eu não me importo quando ele acha outra mulher bonita, desde que ela seja realmente bonita. Se não for, é porque ele tem mau gosto. Eu não me sinto insegura se ele não me faz declarações de amor a toda hora. 

Eu não azucrino a vida dele. Segundo o que tenho visto por aí, meu diagnóstico é lamentável: eu o amo pouco. Será? Obsessão e descontrole são doenças sérias e merecem respeito e tratamento, mas batizar isso de "amar demais" é uma romantização e um desserviço às mulheres e aos homens. Fica implícito que amar tem medida, que amar tem limite, quando na verdade amar nunca é demais. O que existe são mulheres e homens que têm baixa auto-estima, que tem níveis exagerados de insegurança e que não sabem a diferença entre amor e possessão. E tem aqueles que são apenas ciumentos e desconfiados, tornando-se chatos demais. Mas se todo mundo concorda que uma patologia pode ser batizada de "amor demais", então eu vou fundar As Mulheres que Amam De Menos, porque, pelo visto, quem é calma, quem não invade a privacidade do outro e quem confia na pessoa que escolheu pra viver também está doente.

Amar, não é estar obcecada! Amar, é algo natural da vida. Cada um com seu amor, por mias diferente que ele seja. Eu tenho meu modo de amar. Amar é cuidar, dar carinho, atenção. É isso que eu quero que meu filho e Justin tenham. Tanto não quero que falte para mim, como para ninguém!

[...]

Liguei para seu telefone e ele não atendia. Peguei o carro e saí dali. Rastreei o celular dele por um aplicativo que eu tinha em meu iphone, eu queria saber o que ele estava tramando. O carro me guiava por cada canto que Justin passava. Para onde ele estava indo assim? Ele andava devagar, nem parecia se preocupar com nada. Logo eu pude ter a vista perfeita dele e uma mulher, meio abraçados e um sorrindo para o outro. Fui andando um pouco mais atrás, para que ele não pudesse me ver e se assustar. Eles andavam de mãos dadas, e aquilo estava dando início à várias lágrimas que insistiam em cair rapidamente por meus olhos, deixando minha vista embaçada. Eles deram um beijo, isso está me sufocando. Isso está me matando agora, não sei como eu vou enfrentá-lo depois disso. Eu não acredito que ele tinha acabado de me chamar para presenciar uma traição. Eu não sei o que eles eram, o que eles tinham ou até mesmo quanto tempo eles tinham. Nada daquilo me interessava. Eu só queria saber onde aquilo iria dar, e eu iria investigar até o último passo. Até eu não aguentar mais olhar pra cara dele. Fui seguindo o máximo devagar que eu podia. Eu não deveria derramar uma lágrima sequer, e era isso que eu não ia fazer.

Ele não vai me ver chorar por ele, porque ele não merece.

~ + ~

Bom, primeiramente eu quero me desculpar pela ENORME DEMORA, é que eu estou escrevendo outra fanfic também, e estou sem meu computador. Eu acesso lanhouse para poder escrever pra vocês, o que dificulta meu trabalho. Já que eu pago menos de duas horas, e eu estou sem criatividade.
Mas falta só um capítulo pra acabar, e vai ser horrível!!! Claro que vai ter 2ª temporada, mas, eu acho que será menor que essa daqui. Bem menor mesmo! Enfim, espero que gostem. Bieberkiss <3

4 de jun de 2014

Aviso + Estou de volta !!!!!

Gentee aqui é a Duda (@Pollieber '-') bom vim avisar pra vocês que eu estou VOLTANDOOO (nem tinha saido mas tudo bem ) então gente bom vou explicar a minha mãe raramente me deixa usar o notbook e bom o meu celular não estava enviando as Ib's ai eu atualizei só que no mesmo dia ele caiu e quebrou e está no concerto mas daqui uns 2 ou 3 dias eu pego ele de novo e posto pra vocês e eu estou pensando em uma IB nova oq acham?? bom eu não vou fazer igual fazia antes que começava uma e não terminava a outra mas enfim eu estou pensando em fazer uma IB nova só que ainda não tenho em mente o tema tipo se vai ser Criminal ou slá bom gente façam um favorzinho pra mim me deem sugestões ok quem quiser me mandem mensagem no whats e quando eu pegar meu celular e vejo (pra quem quiser então meu número: 43 9643-1317)  e quem quiser mandem pelo twitter também   @Pollieber  bom é isso se eu não tiver sugestões o que eu acho que é meio obvio acontecer haha eu mesma vou pensar quem quiser pode dar sugestões nos comentários mesmo então é isso b
Kisses