26 de mai de 2014

Impossible Love - 14

 http://media.tumblr.com/f2c8f301bd0cd60026a1d9219264de44/tumblr_inline_mfpas9skny1rb4bjo.png
 maratona

Jus: eu sinto um sentimento enorme por você, eu sinto, como se agora tudo se encaixasse em minha vida
Eu: aonde quer chegar ?
Jus: eu estou apaixonado por você Sn -ele olhava fixamente para meus olhos- eu não conseguiria seguir a diante se não estivesse ao seu lado. Eu não conseguiria ser feliz com alguem sem ser você -eu sorri- eu te amo, amo como nunca, nunca na minha vida amei alguem -eu continuava sorrindo-
Eu: esse tempo que eu tive de silêncio com você, pude perceber a mesma coisa -ele sorriu- nós podemos correr perigo, qualquer tipo de dificuldade, eu nunca deixarei de te amar, eu te amo -ele me selou- e nenhum bandido e nenhuma vadia vai roubar você de mim -ele riu e eu o abracei forte-
Jus: nenhum idiota e nenhum bandido vai te tirar de mim -eu ri e ele apertou minha bunda-
Eu: então vai ser assim ?
Jus: assim como ? -ele ficou beijando meu ombro-
Eu: você é meu e eu sou sua ? -ele riu-
Jus: digamos que sim, mas eu não quero uma namorada mandona e protetora viu ?
Eu: e eu não quero um namorado que me diga o que fazer e não me deixe sair com minhas amigas
Jus: isso só acontecerá quando você trair minha confiança -ele me olhou fixamente e arqueou uma das sobrancelhas-
Eu: e quando isso vai acontecer ? -arqueei minha sobrancelha esquerda-
Jus: quado algum cara se jogar em cima de você e você deixar
Eu: e isso só acontecerá quando eu souber que você me trocou por uma vadia magrela -ele riu-
Jus: never
Eu: never say never -ele me selou- que horas são ? -ele pegou o celular que estava li perto, era o meu-
Jus:  5:21am
Eu: nossa, já ? -eu bocejei-
Jus: sim -ele acariciou meu rosto- está cansada ?
Eu: muito -grudei nossas testas-
Jus: quer dormir aqui ou ir pra casa ?
Eu: lá em casa não vai ter ninguem, concerteza, e aqui está tão bom -eu beijei calmamente seus lábios-
Jus: tem razão, devemos ficar aqui -eu ri- quer brincar mais um pouquinho ? -ele beijou meu pescoço-
Eu: uhum

Novamente ataquei seus lábios, mas de forma agressiva. Suas mãos desceram para minhas pernas e as colocaram em volta de sua cintura . Ele me prensou mais na borda e desceu suas mãos até minha intimidade, ele começou a massagea-la até eu me excitar. Ele me beijou e durante o beijo senti algo entrando em mim, mas não era seu membro, ele me penetrava com seus dedos, quando percebi, já estavam quatro dedos. Meus gemidos eram incontrolaveis, a forma que ele me davia prazer era incrivel. Eu estava prestes a gozar quando ele tirou seus dedos de minha intimidade.

Eu: porque ? -disse manhosa-
Jus: tenho coisa melhor

Ele olhou para baixo e eu fiz o mesmo, em seguida minha boca de formou em um 'O', ele estava totalmente ereto, seu membro estava a ponto de bala, eu mordi meu lábios e em seguida apertei, fazendo Justin arfar. Ele segurou seu membro e se posicionou em minha entrada, ele no inicio tirava e colocava, dando um pouco de prazer á ele e ao mesmo tempo para mim. Comecei a me mexer, ainda com seu membro dentro de mim, ele segurou minha bunda e apertou forte. Sua boca desceu até meus seios, e lá ele ficou ''mamando''. Eu já cansada de esperar pedi para que ele fosse logo com aquilo.

Eu: Bieber, vai mais rapido com isso
Jus: mas eu estou quase gozando apenas com você se mexendo aí
Eu: mas eu quero você dentro de mim
Jus: eu estou dentro de você
Eu: que porra Justin, chega de premiliares, me fode logo -ele riu-
Jus: você é quem manda -ele me selou-

Justin finalmente começou a me penetrar, seus movimentos eram rápidos, até que enfim ele tinha atendido ao meu pedido. Eu gemia alto, estava chegando ao orgasmo, Justin começou a soltar gemidos roucos e altos, mais algumas intocadas e ele gozou dentro de mim, segundos depois eu tambem gozei. Seu membro ainda permanecia dentro de mim, eu joguei minha cabeça para trás á procura de ar, eu e Justin estavamos ofegantes. Fiquei brincando com seu cabelo, enquanto ele beijava meu pescoço.

Jus: vamos tomar banho ? -ele disse e em seguida me deu vários selinhos-
Eu: e depois vamos voltar pra casa ? -ele continuava com os selinhos-
Jus: sim, a não ser que você queira dormir aqui
Eu: não, prefiro á nossa cama -ele riu-
Jus: vamos tomar banho então -ele foi me soltando aos poucos-
Eu: mas aqui está tão relaxante

Por um minuto fechei meus olhos, mas foi o suficiente para Justin voltar a me agarrar e me pegar no colo.

Eu: ta louco ? -disse rindo-
Jus: por você ? pode ter certeza que sim -eu ri e ele me selou-

Fomos até o banheiro e tomamos nosso banho como pessoas civilizadas, ou melhor, tentamos ser pessoas civilizadas, já que era impossivel, pois um gostoso daquele na minha frente era impossivel não agarrar. Ri de meus pensamentos enquanto me vestia. Assim que terminei de me vestir, penteei meu cabelo, pois estava molhado, calcei meu salto e estava pronta. Saí do banheiro e encontrei Justin deitado na cama mexendo em seu IPhone, fui até ele, e o selei. Me deitei ao seu lado e fiquei brincando com seu cabelo e olhando ele
mexer no seu celular, ele estava trocando sms's com alguém que não pude ver quem era. Ele digitou alguma coisa, tipo confirmando e depois bloqueou seu celular o colocando no bolso. Justin segurou em minha cintura, colou nossos corpos e me beijou.

Eu: com quem estava falando ? -Fiquei por cima dele e ergui uma de minhas sobrancelhas, ele riu-
Jus: com uma gostosinha aí que conheci em uma balada -ele disse normalmente, eu ia sair de cima dele, mas ele me puxou, fazendo com que ele ficasse sentado e eu em cima de suas pernas, ele chegou bem perto de
meu ouvido e sussurrou- acha mesmo que existe alguem mais gostosa que você nesse mundo ?
Eu: responda você mesmo -saí do colo de Justin, peguei minha bolsa e cruzei os braços- vamos embora ? -disse seca, sim, eu estava emburrada-
Jus: ownt, que fofo, minha namorada está emburradinha -disse e segurou em minha cintura-
Eu: não estou não, me solta
Jus: ta com ciumes anjo ? -ele colocou meu cabelo para o outro lado e beijou meu pescoço-
Eu: claro que sim, você fala na maior cara dura que estava falando com uma de suas vadias e quer que eu não fique com ciumes ?-eu o afastei e cruzei os braços, ele me agarrou e voltamos na mesma posição de antes-
Jus: você não deveria sentir ciumes de meu piloto, afinal é ele quem vai nos levar devolta ao Canadá -comecei a bater em seu peito-
Eu: seu idiota, porque não me disse que era o piloto ? -ele riu-
Jus: porque eu te acho sexy quando esta bravinha -ele mordiscou minha orelha-
Eu: e eu te acho um ridiculo quando faz isso -eu segurei em sua nuca e o aproximei de minha boca-
Jus: o que acha de um quarto round ? -ele disse apertando seu membro contra minha intimidade e eu arfei- esse lugar me excita -eu ri-
Eu: porque ?
Jus: isso é um motel, o que se fazem em motel ? essas cenas vem na minha cabeça e eu fico excitado -eu ri fraco-
Eu: eu realmente adoraria te sentir de novo, mas eu estou exausta, você acabou comigo e eu estou morta de sono -eu o beijei em seguida, nossos corpos ainda estavam ''colados'' e seu membro permanecia duro-
Jus: eu fico como ? -ele desceu suas mãos até seu membro-
Eu: você continua excitado, pois não vou aliviar ninguem -eu o selei e em seguida abri a porta-
Jus: você me paga -eu ri-

Justin pegou as chaves e saímos do quarto, ele passou uma das mãos em minha cintura e a outra ele ficava segurando sua calça, bem na parte onde seu membro estava, ele toda hora abaixava a camiseta e segurava sem membro, eu ria, pois ele tinha essa mania. Como o Jerry era muito grande, quando ele estava excitado, ele não gostava de ''deixar a mostra'' aí ele ficava toda hora colocando a mão e cobrindo com a camiseta. Estavamos chegando na recepção, onde agora tinha uma mulher que parecia mais um travesti, usando um vestido com o decote até o umbigo, deixando parte de seus seios a mostra, se é que devemos chamar de seios, pois aquilo era uma tabua com minimos enchimentos. Eu ri da cena, pois ela se jogava para cima de Justin, que apenas a igorava, e ela se achando a gostosa, pois é, ela era uma vadia.

Eu: amor ? -disse enquanto ele pagava o motel-
Jus: diz
Eu: essa vadia está se jogando em cima de você -ele riu-
Jus: eu percebi
Eu: ela esta praticamente te comendo pelos olhos -ele riu, olhei para a recepção e a vadia não estava mais lá, olhei para o outro lado de Justin e lá estava ela-
xx: parece que sua namoradinha não deu conta do recado -ela disse olhando fixamente para o membro de Justin, mesmo coberto pela calça, podia se notar o volume-
Eu: e o que você tem haver com isso ? -disse me soltando de Justin e entregando minha bolsa á ele-
xx: olha, Justin -ela colocou sua mão no ombro de Justin-
Eu: como sabe o nome dele ? -disse tirando com força a mão dela sobre o Justin-
xx: talvez porque eu perguntei e ele respondeu -ela disse obviamente- quanto você cobrou para a noite ? -ela disse se referindo á mim, senti meu sangue ferver- aposto que ele teve que pagar a metade, já que você não conseguiu satisfaze-lo o suficiente -ela disse em um tom desafiador e depois ficou se esfregando no Justin que não fazia nada, apenas mexia no celular e observava a cena- eu posso te aliviar -meu sangue ferveu mais ainda, eu apenas respirei fundo e observei cada movimento dos dois-
Jus: eu adoraria -ele disse ironico, mas ela pareceu não ligar-
xx: vamos para um dos quartos -ela passou a mão pelo tanquinho de Justin, mesmo estando com camiseta-
Jus: sabe o que é ? acabou a camisinha, eu usei todas que trouxe e todas que estavam no quarto -ele disse ainda ironico-
xx: eu tenho umas aqui comigo

Ela continuou falando merda e mais merda. Eu peguei o lacinho que estava em meu braço e prendi meu cabelo em um coque frouxo, tirei levemente meu salto e fui até a vadia, tirei ela de perto de Justin pelos cabelos.














devo continuar ?

Um comentário: