26 de mai de 2014

Impossible Love - 12

 http://media.tumblr.com/076511a8ddd3c88a9e533bf57bb47908/tumblr_inline_ml82vuXsHo1qz4rgp.png
maratona

Depois de mais alguns segundos chegamos finalmente na tal joalheria. Haviam poucas pessoas no local. Todos estacionaram o carro um pouco afastados um dos outros, para não dar muito na cara. Justin colocou um moletom preto, um boné também preto e colocou sua touca, ele pegou sua arma e ficou se comunicando com os meninos através do aparelhinho que eles tinham.



Jus: mas que merda, quem são aquelas pessoas ?
Chaz: devem ser os funcionários, eles sempre ficam até depois do horário conversando
Jus: já estão preparados ?
Ryan: sim
Chaz: sim
Chris: sim
Jus: e as meninas ?
Ryan: também
Chris: tudo certo
Chaz: sim
Jus: quando aquele pessoal sair, a gente desce do carro e vai para trás da joalheira. Assim que descermos do carro, as meninas já devem estar no banco de motorista, certo ?
Todos: sim
Jus: vou desligar, fiquem atentos
Ele desligou e em seguida guardou o aparelho, ele deixou a porta destrancada, semi aberta e me olhou
.
Jus: está nervosa ?
Eu: um pouco –ele fechou a porta totalmente, olhou para a joalheria e voltou seu olhar a mim-
Jus: não fique –ele acariciou meu rosto e minhas pernas- vai dar tudo certo, deixa o carro funcionando ta
Eu: tá –ele olhou novamente para a joalheria e o pessoal estava quase saindo-
Jus: está na minha hora –ele se aproximou-
Suas mãos foram para meu rosto e as minhas para sua nuca. Ele me deu um selinho, que depois se transformou em um beijo. Sua língua pediu passagem e eu cedi, era um beijo doce e apaixonado. Terminamos o beijo com três selinhos. Seus olhos voltaram para a joalheria, não havia mais ninguém no local.
Jus: eu já volto –ele abriu a porá e saiu
Eu passei para o banco do motorista, deixei a porta do lado do passageiro aberta e fiquei esperando ele voltar com o motor do carro ligado.
Sn Off
Jus On
Fui correndo até a parte de trás da joalheria, o pessoal já estava  lá, em menos de segundos entramos, avistamos o local e para nossa sorte não tinha ninguém. Atiramos em todas as câmeras que haviam ali, quando tudo estava seguro atacamos. Tirei de meu bolso um saco de pano bege, peguei todas as jóias que via pela minha frente e colocava dentro do saco, os meninos faziam a mesma coisa. Eu fui até uma salinha que havia ali e entrei, revistei a sala toda e não encontrei nada. Até que avistei uma prateleira, fui até ela e revistei tudo, até que achei um botão, apertei o mesmo que ouvi um ‘bipe’ me aproximei mais e vi que ali havia um cofre, e ele estava aberto, graças ao botão que havia apertado, dentro do cofre haviam mais jóias, papéis, documentos, e espera, bem no fundo do cofre havia uma caixa, eu peguei aquela caixa, e mais outras jóias que haviam ali dentro, revistei mais aquela sala e acabei achando uma grande quantia em dinheiro, eu peguei e logo saí daquela sala, fui até outra sala e lá estavam os meninos.
Jus: o que tem aqui ?
Chaz: em toda joalheira tem um cofre, estamos procurando ele
Jus: eu já achei
Chris: sério ?
Jus: sim
Chaz: pegou tudo que havia lá dentro ?
Jus: sim
Ryan; vamos lá
Voltamos aquela sala e novamente abrimos o cofre, os meninos revistaram novamente o cofre e acabaram achando um cofre dentro do cofre, demorou um tempinho, mas conseguimos abrir, dentro dele haviam as mais caras jóias, pegamos todas elas, além de jóias tinham diamantes, cristais, esmeraldas, e até outro, no meio daquilo tudo achei outra caixa igual aquela, eu a peguei, obviamente. Depois de ter pegado tudo da loja nós voltamos ao carro, eu abri a porta e rapidamente entrei, logo em seguida Sn já saiu cantando pneu, eu coloquei o saco nó banco de trás e sorri vitorioso, o roubo todo havia durado meia hora.
Jus: conseguimos
Sn: ainda bem né –a mão ri fraco-
Jus: estamos mais que bilionários agora
Sn: e agora, o que vamos fazer ?
Jus: comemorar
Sn: como ?
Jus: bebendo, indo pra balada, se divertindo  –ele passou  a mão em minha perna-
Sn: quando voltaremos para Toronto ?
Jus: amanhã, porque ?
Sn: nada –ela estava estranha-
Jus: certeza ?
Sn: sim
Jus: quer que eu dirigia anjo ?
Sn: não precisa –ela sorriu fraco-
Jus: você está estranha
Sn: impressão sua
Jus: não acho –eu passei a mão em seu rosto-
Sn: meus pais me ligaram
Jus: e o que você disse ?
Sn: que eu estava bem, eles acham que eu estou viajando por apenas um mês com a Miley, estou me sentindo culpada
Jus: não se sinta assim, logo irá passar.. olha, é só você excluir todas suas redes sociais, trocar de celular e pronto, não irá mais saber de seus pais
Sn: mas não é isso que eu quero
Jus: então volta com a sua vida antiga
Sn: não quero te perder –uma lágrima caiu de seu rosto, eu apenas a limpei-
Jus:  não chora.. vai estragar uma comemoração ?
Sn: me desculpa ta ? ela passou a mão em meu rosto, já que havíamos parado no sinal-
Jus: pelo que ?
Sn: por estragar sua noite
Jus: você não a estragou –segurei em sua mão- eu sei o que você está sentindo, já passei por isso, mas depois esqueci e o sentimento passou
Sn: tomara que seja assim –eu colei nossas testas-
Jus: vai ser –eu a selei- agora é melhor você dirigir, porque os carros aí trás estão impacientes –eles estavam buzinando, ela riu fraco, abriu a janela e mostrou o dedo do meio para eles-
Ela ligou o rádio e fomos ouvindo We Can’t Stop – Miley Cyrus até chegarmos em casa. Assim que chegamos ela estacionou, assim como o resto das meninas e todos descemos do carro com os sacos na mão, entramos na casa e fomos direto ao escritório.
Miley: conseguimos 
Sn: sim
Jas: gostaram ?
Miley: sim
Cait: sério ?
Sn: é, foi legal -ela riu-
Eu e os meninos abrimos os sacos e jogamos tudo que havia dentro deles em cima de uma grande mesa.
Sn: nossa, eu lindas
Miley: são perfeitas
Cait: olha esse colar -ela pegou-
Jas: apaixonei por essa pulseira
Jus: tem mais de 100 bilhões de reais aqui em cima da mesa
Chaz: conseguimos 
Chris: temos que comemorar
Ryan: concerteza
Jus: sim, temos que comemorar, mas antes temos que guardar as jóias enquantos estamos sóbrios, porque depois só Deus sabe o que vamos fazer com elas
Cait: tem razão
Colocamos as jóias uma em cada caixa própria para ela, sim, haviamos pego elas com caixa e tudo.
Jus: vocês tem meia hora para se trocar, iremos para a boate logo em seguida
Todos: ok
Todos subiram lá pra cima, eu fiquei o escritório, peguei as duas caixas que eu havia achado dentro do cofre e levei para o meu quarto, assim que entrei no mesmo ouvi o barulho do chuveiro sendo desligado, eu enteei no closet, abri uma gaveta qualquer e coloquei as caixas lá, sem ao menos ter aberto elas. Voltei ao quarto e encontrei Sn apenas de toalha saindo do banheiro.
Jus: não me esperou -fiz bico-
Sn: você disse meia hora, então não esperei mesmo -ela deu a língua e entrou no closet-
Jus: meu beijo -fui até ela e a peguei pela cintura-
Sn: deixa eu me trocar Jus -eu tirei sua toalha e a beijei- precisava tirar a toalha ? -ela disse enquanto fazia carinho em meu cabelo-
Jus: sim -eu desci minhas mãos até sua bunda e as apertei, em seguida apertei seus seios e a beijei novamente- já disse que você é gostosa ? -disse chupando seus seios-
Sn: sim, agora vai tomar seu banho -ela me empurrou-
Fui meio correndo até o banheiro, me despi e entrei no box, tomei um banho rapido e logo saí. Me sequei e fui até o closet. Peguei uma roupa qualquer e me vesti. Arrumei meu cabelo e estava pronto. Sn tambem já havia se arrumado.
Jus: vamos ? -disse pegando em sua mão-
Sn: sim -ela encostou sua cabeça em meu ombro, assim descemos-
Justin Off
continua ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário