19 de dez de 2014

Aviso de TCOF e Revenge



Não me matem
gente sou eu a Duda que posta The Cost Of Fame e Revenge
bom estou aqui pra avisar que estou de castigo e ainda não sei quando vou voltar mas n me matem se eu voltar a postar só em fevereiro mas se eu voltar antes disso eu aviso, e eu conversei com a Maah e bom eu estou trabalhando e quando eu voltar a postar vou postar Revenge nos sábados e TCOF nos domingos, desculpem desculpem mesmo mas estou tentando sair do castigo o mais rápido possivel para poder postar o quanto antes, as vezes entro escondido no twitter quem quiser falar cmg por no máximo 5 min meu twitter é @Cyrusennauhlena, desculpem dnv
Beijos Duda O.

15 de dez de 2014

One Shot - Zayn Malik

All I Want For Christmas Is You - Zayn Malik

"All I Want Is You"



Era manhã de véspera de Natal e a neve lá fora caia com intensidade enquanto observava tudo da janela, eu suspirei tomando um gole de meu chocolate quente. Decidira sair de perto quando do outro lado vira uma loira, a namorada de meu vizinho sair de sua casa em passos apressados, logo avistara meu vizinho sair marchando em sua direção enquanto via em sua face uma expressão nada boa convenhamos. Ele gesticulava enquanto parecia discutir com ela, ela parou virando-se em sua direção, a loira tinha lágrimas nos olhos enquanto o observava, ela passou a se aproximar dele e digamos que a situação fora um pouco surpreendente tanto pra mim quanto para ele, ela assentou uma de suas mãos na cara dele, respirei fundo boquiaberta.
Ele a fitava perplexo enquanto uma de suas mãos acarinhava o local onde ela havia estapeado, agora quem discutia com ele era ela suas lágrimas desciam enquanto tinha uma expressão revoltada no seu rosto. Decidi me afastar de uma vez por todas da janela e fora o que acabara de fazer.
Meu telefone tocava insistentemente do outro lado da sala de estar, caminhei até o mesmo e o atendi quase no seu último toque.
— Alô? ! – chamou-me a voz rouca e pálida do outro lado, parecia ter chorado a tão pouco tempo. –
— Clarice? Algum problema? – pedi preocupada com o modo que acabara de se expressar comigo. –
— nã... na verdade sim ! Me desculpe mas não poderei passar este natal com você! – quando ela terminara de falar eu não fiquei tão surpresa assim como esperava, apenas mordi os lábios esperando que ela terminasse de falar. – terei de passar a noite no hospital com minha mãe, ela acabara de ter uma parada cardíaca e está na UTI. – dissera ela soando um tanto triste e em minha mente eu procurava as palavras certas para conforta-la. –
— oh céus Claire, espero que ocorra tudo bem com sua mãe. Está tudo bem querida eu ficarei bem, vai precisar de algo? – a ouvi negar do outro lado e eu suspirei. – tem certeza? 
— muito obrigado ! Mas não precisarei de nada mesmo. – dissera ela. –
— para o que você precisar Claire, pode me ligar, qualquer coisa pode contar comigo.
— oh sério mesmo eu agradeço sua gentileza mas eu não precisarei de nada.
— não precisar agradecer, tenho certeza que sua mãe irá sair dessa, acredite sua mãe é forte. – disse na tentativa de lhe confortar e eu já podia imaginar seu sorriso pálido em minha mente. –
— muito obrigado por estar a me apoiar, espero que tenha uma maravilhosa noite de natal. – dissera ela e eu não pude deixar de escapar um sorriso. –
— digo o mesmo Claire! – logo encerramos a ligação e eu deixei meu telefone ao gancho e me sentei no sofá de couro maciço enquanto tinha em mãos minha xícara de chocolate quente. –
Fiquei a fitar a mesma enquanto pensamentos vagavam minha mente, pensando no que faria ainda está noite de véspera de Natal, não tinha para aonde ir ou mesmo para aonde passar o Natal, eu até desejaria passar o Natal com minha família mas só de pensar volto a realidade me lembrando que minha mãe minha única família havia falecido a quatro anos atrás.
Deixei que um suspiro triste saísse de meus lábios e terminei de tomar meu chocolate quente e logo vira um panfleto em cima da minha mesa de centro, era de um lugar bem frequentado todas as noites, minha mente fora tomada de lembranças da última vez que o frequentei, fora uma noite bem legal e ao mesmo tempo tão intensa, fora a primeira vez que eu havia sequer falado com ele, sim meu vizinho, eu havia esbarrado com ele no bar, fora a primeira pessoa que havia conhecido desde que havia me mudado para Bradford, depois de Clarice óbvio.
Ele era tão tímido e ao mesmo tempo fora tão simpático, conversávamos dentre poucos assuntos, mas fora tantas palavras ditas, me lembrava como se fosse ontem.
— eu me mudei para cá faz pouco tempo, isso fora uma tentativa de recomeçar minha vida do zero, digamos. – gesticulei enquanto o via tomar um gole de seu whisky, ele sorrira de canto. –
— está tentando deixar o passado para trás, entendo como é. – dissera revelando um tanto mistério em sua voz o que me deixara com rugas de interrogação mas não o questionei a respeito. –
— sim exatamente, minha morrera a dois anos e não me restou nada em Detroit além de boas e poucas lembranças com ela que fora minha única família. – disse dando um sorriso amarelo a ele. –
— eu sinto muito por sua perda. – dissera ele na tentativa de me confortar. –
— obrigado por suas palavras, mas eu já superei. – eu disse suspirando e logo ouvimos o toque de um celular próximo a nós, ele puxara do bolso o seu celular avistando no visor quem lhe ligava, eu apenas pude enxergar “namorada” no mesmo e o vi se levantar com um sorriso meio que como se estivesse me pedindo desculpas. –
— fora bom te conhecer vizinha, porém tenho de ir. – dissera ele erguendo o celular para que eu pudesse ver o nome escrito na tela e eu sorrir para ele. – sabe como é né... nos vemos por ai. – dissera ele estendendo a mão na minha direção e eu não hesitei em aperta-la de volta. –
— foi bom te conhecer também vizinho, tenho certeza que ainda vamos nos ver muito. – eu disse soltando sua mão e ele sorriu me dando as costas e logo caminhando para fora de meu campo de visão. –
Desde este dia, nós nos tornamos próximos, não tanto mas éramos vizinhos bem próximos, ele era como meu braço direito e eu o dele, ele me ajudava sempre que eu precisava e eu sempre o retribuía, tinha um espaço no meu coração dado como um grande amigo.
Me lembro do dia em que me convidou para jantar em sua casa junto com seus amigos, eu fui mas eu fui um pouco mais adiantada do que o horário que ele pediu-me, e eu queria o ajudar a preparar tudo e quando cheguei em sua casa. Estava ele e mais um menino loirinho se atrapalhando na cozinha e fora engraçado ver eles na cozinha tentando fazer um jantar engraçado. Eu os ajudei a preparar o jantar e no final tudo fora tão divertido e seus amigos eram bem humorados afinal de contas.
se não fosse por você , acho que Zayn colocaria fogo na casa inteira junto com o Niall. – gesticulou Harry rindo enquanto dava uma garfada em seu pranto, Harry Styles se não me engano. –   
— não duvido de nada. – disse o outro Louis gargalhando escandalosamente, estava um clima divertido e bem gostosinho, era legal ficar junto com eles, eram bem engraçados além de tudo. –
— aaah parem pessoal eu sei cozinhar ta bom! – se manifestou Zayn com uma expressão emburrada e ao mesmo tempo tão fofa, que me derreti só de ver aqueles olhos cor de mel tão sérios. –
— só se for no seu sonho claro. – gesticulou o outro chamado Liam enquanto ria. –
— eu admito que quando Zayn me ligou para vir aqui e ajudar ele com o jantar eu fiquei com um certo tipo de medo. – dissera Niall com uma expressão engraçada no rosto e eu rir e ele me fitou com um sorriso de canto no rosto, aquele loirinho era tão fofinho. – obrigado por salvar esse jantar . – dissera Niall soando dramático com a mão sobre o peito esquerdo e eu fiquei a rir disso. –
— ah gente tadinho, o Zayn não é tão ruim assim, disso eu tenho certeza, no fundo, no fundo do fundo eu sei que a comida dele é boa. – eu me manifestei parando aos poucos de rir e o fitei enquanto o mesmo tinha um sorriso tímido no rosto e seus lábios se mexiam como se estivesse dizendo “obrigado”. –
O resto da noite fora bem agradável como havia imaginado, logo nós reunimos na sala de estar do Zayn enquanto apreciávamos algumas cervejas e outras bebidas alcoólicas, o clima estava ótimo e eu não parava de rir um minuto sequer com a palhaçada daqueles garotos, eles falavam tantas besteiras mas tantas besteiras que minha barriga doía já de tanto rir. Eles eram tão idiotas mas os idiotas mais legais de todo o universo. A Campainha tocou mas ninguém parou para atender estávamos ocupados rindo de alguma piada estúpida que Louis acabara de fazer, Zayn se levantou indo até a porta, fiquei ali ainda rindo com um copo de Vodca nas mãos.
— olá meninos. – uma voz feminina soou naquele local me fazendo se calar aos poucos, logo ajeitei minha postura naquele sofá e ergui meu olhar para onde aquela voz me guiava, por cima de seu ombro pude ver um Zayn sorrindo de orelha a orelha, com os olhos brilhando enquanto envolvia a cintura da garota. –
Era extremamente linda, tinha belos olhos azuis e cabelos loiros com mechas coloridas, carregava em sua face um sorriso contagiante. Todos a cumprimentaram de volta, eu apenas acenei para ela.  
— bem deixe-me apresenta-las, Perrie está é a minha vizinha, está é a Perrie minha namorada. – dissera ele fitando a garota sorrindo, eu sorrir me levantando do sofá e fui em sua direção e lhe estendi meu braço direito e ela o pegou me cumprimentando com um aperto de mão. –
— prazer em te conhecer Perrie. – disse sorrindo e ela sorriu de modo contagiante. –
— digo o mesmo . – dissera ela animada soltei sua mão ligeiramente e recuei me sentindo um pouco tímida e logo forcei um sorriso novamente. –
Eu me sentei novamente ao lado de Niall e ali fiquei, não demorou muito a conversa continuar, só que o clima não era mais de zuação e sim um pouco mais sem graça, pois agora do outro lado da sala de estar Zayn e Perrie se eu não me engano mantinham um clima apenas deles. Assim que terminei minha vodca me levantei sorrindo e me despedi dos meninos.
— a noite fora maravilhosa, mas pessoal tenho de ir essa noite já deu pra mim. – disse por fim e os meninos fizeram um “aaah” desanimado e em coro, uns insistiam para eu ficar mais tempo mas eu já estava decidida, me sentia como uma intrusa ali, me sentia agora como se atrapalhasse os dois de alguma forma. – boa noite pessoal!
— tem certeza de que não quer ficar mesmo? – insistiu Liam desanimado e eu assenti e sorrir o abraçando. – tudo bem, nós vamos nos ver muito mais vezes certo? – eu concordei beijando sua bochecha e ele sorriu. – tchau !
Assim que me despedi eu me retirei dali e fui para a minha residência.
A noite chegara vagando assim como minhas poucas memorias, eu estava em meu quarto enquanto abotoava meu sobretudo, fitava meu reflexo ao espelho sobre meu pulso pude ver a pulseira que ele havia me dado de presente de aniversário ano passado, ele havia me levado a casa de Louis preparam-me uma comemoração pequena com poucas pessoas, apenas amigos mais próximos, depois dos parabéns empurraram minha cara contra o bolo de aniversário, foi engraçado devo admitir.
feliz aniversário, ! – saudou-me Zayn me amarrotando em um abraço de urso que só ele costumava dar, eu gargalhei e ele me soltou aos poucos. – você está linda!
— obrigado Malik! Você também não está de se jogar fora – disse sorrindo para ele e juntos rimos, logo sai de casa fechando a porta atrás de mim, quando o fitei novamente ele tinha uma caixa pequenina em mãos era aveludada, eu mordi os lábios tímida. –
— este é seu presente. – dissera ele com os olhos brilhando, por mais que fosse muito fofo de sua parte eu não poderia aceitar aquele presente. –
— muito obrigado Zayn, mas eu não posso aceitar. – disse sorrindo e recuando e ele fez aquela sua pose de durão que eu adorava e achava engraçado. –
— não adianta, não aceito não como resposta mocinha. – dissera ele em um tom autoritário, eu revirei os olhos sorrindo e peguei a caixinha de suas mãos e não demorei a abrir e meus lábios ficaram entreabertos com o que acabara de ver, era lindo muito lindo, era uma pulseira muito perfeita. –
— oh meu Deus Zayn, isso é muito lindo, muito obrigado. – disse com a pulseira em minhas mãos e o abracei depositando um beijo na sua bochecha. – você é o melhor amigo que alguém poderia querer... – ele me deu um meio sorriso. – eu te amo cara. – eu disse fitando a pulseira na minha mão e beijei a ponta do seu nariz fazendo que um sorriso surgisse de seus lábios. –
— eu sei. – dissera ele todo convencido e eu soquei seu braço de leve o fazendo gargalhar. – eu também te amo sua peste.
 Ele pegou a pulseira de minha mão e puxou meu pulso e colocou ali, eu sorrir fitando a pulsei em meu pulso era realmente linda.
Fiquei a rir dessa lembrança, mas logo após contra minha vontade lembrei-me do dia em que discutimos e ficamos sem manter algum tipo de contato até hoje eu diria.
Avistei James com um copo de cerveja na mão e ele sorriu pra mim acenando em seguida eu o correspondi porém senti Zayn estremecer ao meu lado, o fitei e ele estava com os dentes cerrados e os punhos acima da mesa fechados.
— o que esse cara está fazendo aqui? – rosnou Zayn acompanhando-o com o olhar pelo o que pouco sabia os meninos me disseram que Zayn odiava James mais que tudo, contaram-me que já foram grandes amigos um dia, mas tudo isso acabou porque James havia o apunhalado pelas costas, não entendi muito a respeito pois não quiseram entrar em detalhes porem eu respeitei a decisão deles a ainda procuro respostar, para achar o que um cara tão legal como James fizera de tão mal a Zayn. –
James era um cara divertido, digamos muito galanteador também, tinha boa índole e um rostinho bonito, estava na festa na casa de Harry, James me chamou para dançar eu não achei que estivesse com segundas intenções e deixei Zayn com a companhia de Niall. James colou suas mãos em minha cintura, eu estava um pouco atrapalhada e logo envolvi minhas mãos em sua nuca, a música que tocara era lenta um tanto embriagante, James puxava meu corpo junto ao seu de um lado para o outro no ritmo da música.
— fico impressionado como uma garota tão linda como você não tenha um cara. – dissera ele de repente despertando-me de meus devaneios, corei ligeiramente com o que ele dissera e desviei meu olhar do seu. –
Eu queria dizer algo mas eu não conseguia nada me vinha em mente, seus olhos belos verdes acinzentados também era o que acabava com tudo.
— eu hã... eu er! – eu queria mesmo dizer algo mas logo ele me interrompeu, me roubando um beijo, eu tentei resistir mas seus lábios tinham posse sobre os meus e deixei-me levar pelos mesmo, acabei desistindo e me rendendo a ele que beijava tão bem, suas mãos que antes estavam em minha cintura desciam vagamente parando sobre minha bunda e a apertando com força, mal tive tempo de reagir a isso. –
Senti ser puxada bruscamente por um braço forte e fui empurrada para trás fazendo com que eu caísse ao chão, em um ato rápido vi socarem a cara de James e o vi ao chão apavorei-me ao ver Zayn atacando-o com tamanha raiva. Fui levantada por braços fortes e por cima de meu ombro vi Louis e Liam, enquanto Niall e Harry tentava separar os dois, eu fiquei de certa forma apavorada com a cena a frente, meus olhos marejaram.
— SEU FILHO DA PUTA, NÃO DEVIA TER FEITO ISSO! – gritou Zayn irado querendo se soltar dos braços de Niall e partir para cima de James, enquanto do outro lado James cantava vitória. – NÃO DEVIA TER TOCADO NELA.
— qual o problema Malik? A garota está solteira, ela não tem nada com você isso mesmo, NADA. – Zayn estremeceu aos braços de Niall e eu pude perceber o quanto mais irado ele ficou. – além do mais ela é boa, gostosa pra caralho não é de se jogar fora. – provocou James mais uma vez e eu senti meu sangue ferver só ouvir aquela frase, eu me sentia suja só de ceder aquela dança a ele. –
— VAI SE FODER JAMES ISSO NÃO É DA SUA CONTA, EU DISSE PARA FICAR LONGE SEU DESGRAÇADO. – indagou Zayn conseguindo se soltar de Niall e voar para cima de James, eu gritei apavorada tentando apartar aquela briga mas tudo o que fazia era inútil, as lágrimas desciam de meus olhos incessantemente. –
— PARA POR FAVOR, PAREM COM ISSO, ZAYN SOLTE-O. – gritei para eles mas ninguém escutava-me Niall e Harry tentavam de tudo separa-los mas era impossível enfim. –
Senti Louis puxar-me aninhando-me sobre seu peitoral e me abraçando eu o abracei escondendo meu rosto sobre seu peitoral, já estava farta daquela cena medíocre e molhava a camiseta de Louis de tanto chorar.
Quando a poeira havia abaixado eu já estava mais calma, James fora embora e eu estava do outro lado observando o Zayn de modo despojado no sofá enquanto tinha um saco de gelo um pouco abaixo do olho esquerdo. Os meninos tentavam o acalmar enquanto ele estava lá revoltado. Niall estava ao meu lado tentando me manter calma.
Ele logo se levantou dizendo que estava farto de tudo aquilo e de todos, ele se retirou indo para o quintal, eu me levantei indo atrás dele e o vi costas para mim enquanto acendia um cigarro que estava sobre seus lábios. O vi tragar o cigarro e exalar a fumaça ao ar. Toquei seu ombro e o vi olhar por cima do mesmo logo fiquei frente a frente com ele.
— Zayn o que foi aquilo lá dentro? – o perguntei cruzando os braços e ele simplesmente desviou o olhar me ignorando. – Zayn eu ainda estou falando com você.
— me deixa em paz porque não vai correr atrás do James seu namoradinho. – falou ele sendo cínico e ríspido tragando mais uma vez seu cigarro. –
— posso até te deixar em paz depois que me dizer o porquê de ter batido em James... – ignorei sua rispidez e insisti mais uma vez no assunto e ele suspirou como se estivesse perdendo a paciência. –
— mas que merda me deixa em paz que saco eu quero pensar, será que você não entende ou é tão estúpida assim? – dissera ele sendo grosseiro e me senti totalmente ofendida depois do que ele dissera. –
— estupida? – indaguei. – olha aqui Malik eu estou tentando conversar civilizadamente com você mas não, você é tão idiota a ponto de me tratar assim dessa forma, quer saber eu me sinto estúpida mesmo, me sinto estúpida por perder meu tempo aqui justo com você, seu imbecil. – cuspi as palavras na sua cara me sentindo um tanto irritada, meu dedo estava apontado para o seu peitoral a medida que minha respiração saia cada vez mais descompassada. – ter conhecido você foi um grande erro Zayn Malik. – eu cuspi mais uma vez as palavras e vi sua expressão pasma para mim, assim como ele eu era pavio curto e acabava falando coisas que não deveria acabo magoando as pessoas por tão pouco e sabe eu me senti mal por dizer tais palavras a ele, ele não merecia mais meu orgulho falava muito mais alto. –
— foda-se o problema é seu não meu. – dissera ele sem se importa eu apenas o empurrei de forma bruta e sai de lá pisando forte no chão. –
Eu nem ao menos se quer me despedi dos garotos sai sem dar satisfações e fui pra minha casa a pé mesmo, as lágrimas escorriam sobre minha face durante a caminhada até minha casa.
E fora desde este dia que nunca mais falei com Zayn, não trocamos uma palavra se quer durante meses. Admito ter sentido falta de sua companhia durante todo esse tempo, eu me pego lembrando de como ele me fazia rir, me pego lembrando das noites em claro conversando sobre diversas coisas, odeio admitir mais Zayn foi o melhor erro que já cometi em toda minha vida apesar de todos os defeitos, ele era um cara muito legal o mais legal que já conheci em toda minha vida e sabe eu admiro muito isso nele.
Passava mais uma camada de batom vermelho de cor sangue sobre meus lábios, ajeitava mais uma vez meus cabelos em frente ao meu reflexo pálido no espelho. Suspirei enrolando meu cachecol ao meu pescoço e ajeitei ao meu gorro, estava pronta.
Logo já estava saindo de minha residência, tranquei minha porta e quando me viro fico a encarar o quintal vizinho, estava tudo apagado nenhum sinal de que ele estivesse em comemoração da véspera de Natal, talvez ele estivesse na casa dos amig... ou estivesse ali mesmo, sim, sim, Abaixo de uma grande arvore e o via sentado com a cabeça enterrada sobre os joelhos, eu queria muito perguntar o que se passava com ele e o confortar mas minhas pernas não saiam do lugar. Pudera perceber também o quanto ele tremia, parecia ter passado um bom tempo ali, me fiz recuar novamente para dentro de casa.
Desistir da ideia de ir para aquele bar, e decidi preparar uma boa e deliciosa xícara de chocolate quente, fiz duas de preferência. E lá estava eu do lado de fora cm duas xícaras em minhas mãos enquanto atravessava a rua vagamente.
La estava eu de pé a sua frente, tomei coragem o suficiente e me sentei ao seu lado, ele ergueu a cabeça e me fitou, seus olhos estavam vermelhos e inchados, eu forcei um sorriso lhe estendendo a xícara e ele pegou a mesma me agradecendo em seguida. Ele bebericou seu chocolate. Deixei minha xícara ao meu lado e desenrolei meu cachecol do meu pescoço e o envolvi com o mesmo, ele estremeceu ao sentir minha pele se chocar contra a sua acidentalmente enquanto eu tentava ajeitar a o cachecol em seu pescoço.
— por que mesmo depois de tudo que eu disse a você, está aqui tentando me ajudar? – perguntou ele olhando sua xícara e eu suspirei. –
— sabe Zayn alguém me disse um dia que amigos não deveriam desistir um do outro mesmo sendo difícil de se lidar com sua personalidade. – disse tomando um gole de meu chocolate quente e o vi sorrir desanimado enquanto bebia seu chocolate. –
— me desculpa por todas as palavras que disse a você naquele dia, sabe eu estava de cabeça quente. – pronunciou ele logo fitando-me. –
— tudo bem Zayn, eu tenho porcentagem de culpa nisso, me desculpa por dizer tais palavras, conhecer você não foi erro. – suspirei forçando um sorriso e o fitando também. –
Ficamos em silêncio por instantes enquanto nós encarávamos a espera de que algo fosse dito.
— porque está aqui fora na noite de véspera de natal? Porque não está com os meninos? – perguntei de repente e ele riu fraco cabisbaixo. –
— eu tinha planos de passar este dia com Perrie, bem hoje não fora como imaginei, nós terminamos. – ele disse e eu o fitei como se estivesse dizendo “sinto muito”. – enfim está tudo bem comigo.
— mas desculpe perguntar, não leve a mal mas porque terminaram?
— a cada dia que se passava meu relacionamento com a Perrie se desgastava cada vez mais e ultimamente eu tenho me sentindo incompleto, um vazio que nem mesmo a Perrie poderia preencher como se uma peça de meu quebra-cabeças estivesse fora do lugar e nada poderia substituir aquele lugar. – esclareceu ele desviando o olhar e suspirando, eu deitei minha cabeça sobre seu ombro me aconchegando ali e senti seus braços passarem por cima de meus ombros me envolvendo para o mais perto possível. –
— de qual peça você está falando? – perguntei com uma pontinha de curiosidade e senti seus lábios gelados chocarem-se contra minha testa num beijo rápido. –
— esta peça de quem falo é qual mesmo depois de tudo que fiz está aqui do meu lado preenchendo novamente aquele seu lugar. – ergui meu olhar e ele me fitava de volta, um sorriso contornou seus lábios que estavam bem avermelhados por conta do frio, seus olhos encontraram-se com um meu revelando uma mista emoção que mal eu conseguia compreender. – me sinto um idiota por ter ficado um bom tempo sem falar com você por causa de uma besteira minha no passado, mas foi nesse meio tempo que percebi o quanto eu precisava de você na minha vida, o quanto nada fazia sentindo algum sem você do meu lado todos os dias, quanto seu sorriso mudaria meu dia, minha vida eu diria, foi nesse tempo que percebi que não a via mais como minha melhor amiga, foi nesse tempo que percebi também que não queria a sua amizade e sim seu amor, eu queria que você me olhasse de outro modo não mais como seu melhor amigo, eu tentei evitar isso ao máximo, tentei me afastar de tudo isso para que não estragasse nossa amizade, mas eu não aguento mais, eu não aguento mais segurar isso só pra mim, eu quero que você saiba e mesmo que não olhe nunca mais na minha cara eu quero que você saiba que eu amo você, do meu jeito, posso ser um cara cheio de defeitos mas essa é a verdade você me faz sentir assim um completo estúpido porque eu amo você. – pediu-me desfazendo o seu sorriso e aquela sua expressão de a pouco tempo atrás, minha garganta secara de repente e meus olhos se enchiam de lágrimas, meu coração se acelerava a cada palavra dita por ele. – você é a garota que sempre quis na minha vida, quando te conheci a dois anos atrás fora completamente estranho pra mim mas de uma certa forma eu te achava uma garota bem diferente de tantas outras, forte e que sabia lidar com a vida, conhecer você foi a melhor coisa que já aconteceu em toda minha vida.  – ele fez uma breve pausa suspirando e fitando o nada a frente e logo voltara a me fitar tocando meu queixo e passou seu polegar levemente sobre o contorno de meu lábio inferior. – Você tem o sorriso que só o paraíso pode dar e eu esgotaria todas as minhas forças para que você mantenha esse sorriso todos os dias porque você é o meu sonho . Não há nada que eu não faria para tê-la do meu lado porque meus momentos mais felizes estariam incompletos se você não estivesse ao meu lado . – ele pausou mais uma vez fitando meus olhos que lutavam contra as lágrimas mais fora em vão logo as lágrimas passaram a cair e ele as limpou com seu polegar. – sabe eu não posso fazer esta coisa chamada vida sem você aqui comigo porque com você próximo a mim não há escuridão que eu não possa superar, estou apaixonado por você . – dissera ele por fim fitando-me nervoso e esperando que eu dissesse algo porem nem eu mesma sabia o que dizer a ele depois dessa maravilhosa declaração, eu estava totalmente tremula depois de suas palavras tão pacatas e tão sinceras, ele parecia ter explodido a pouco tempo atrás. –
— Zayn eu já nem sei por onde começar. – pausei rindo nervosa e sem humor algum e suspirei por fim tentando encontrar as palavras certas para o dizer. – sabe eu esperei tanto tempo que alguém tivesse a capacidade de se declarar assim pra mim e agora vejo que você quem decidiu arriscar a isso, eu não esperava ouvir isso de você de verdade, depois que o vi quase matar James por minha causa, eu percebia sim o quão estranho você tem agido comigo antes daquilo acontecer eu tentava me afastar e não criar expectativas sobre você e eu, mas naquele dia você deixou tudo isso claro, as palavras que você gritou a James me afetaram e muito, só me deixava cada vez mais confusa eu gostava de você como meu melhor amigo mas desde então isso tudo mudou e quando ficamos sem nos falar tudo piorou eu sentia falta de você, só que eu o queria de outro jeito, desde mais quando o via sempre com a Perrie me sentia de certa forma estranha em relação a isso, me sentia de um jeito possessiva, não que eu seja possessiva, não, não sou, mas desde que o vira juntos ultimamente não suportava mais ver que o motivo de sua felicidade, dos seus sorrisos seria ela e jamais seria a mim. – eu sorrir abaixando a cabeça e fitando minhas mãos entrelaçadas umas as outras. – eu comecei a sair mais com as minhas amigas e comecei a me envolver com outros caras, eu queria tirar você da minha mente e fingir que éramos apenas vizinhos e nada mais, mas fora impossível Zayn, eu jamais consegui te esquecer ou ao menos seguir em frente sem você, você é o que eu não via em mim o que eu não encontrava nos outros caras. Você é o que eu quero Zayn. – eu disse por fim deixando que um sorriso tomasse meu rosto, sentia meu corpo todo formigar quando ele me apertou mais ao seu corpo me fazendo-o o olhar ele tinha meio sorriso no rosto seus olhos brilhavam agora de uma forma que eu não sabia explicar e ao aproximar-se de mim, tomou de meus lábios carinhosamente um selinho, uma sensação estranha começara a pulsar dentro de mim agora, meus lábios que estavam entreabertos agora lhe cediam a um beijo. –
Sentia como se borboletas flutuassem sobre meu estômago, como se estivesse me apaixonando novamente, estivera evitando isso por tempos, era como se fosse meu primeiro beijo só que vezes melhor. Seus lábios sabiam como levar os meus numa sincronia perfeita, fazendo com que eu me derretesse aos poucos.
Separou seus lábios dos meus e me selou seguidas vezes me arrancando um sorriso bobo.
— estive esperando tempos para ouvir isso de você. – sussurrou sobre meus lábios e eu o puxei pela nuca o laçando de novo com um beijo. –
— você é estranho Malik mas eu gosto de você. – pronunciei soando divertida ao abrir meus olhos e lá o vi com um sorriso de orelha a orelha enquanto seus braços firmes ao meu redor apertavam-me. –
Bem acima podia-se ouvir o som ensurdecedor dos fogos ao alto, me assustei mas nada que saísse do normal, o relógio em meu pulso marca 00h01m da noite de Natal e então antes que eu dissesse algo.
— antes e tudo quero que saiba tudo o que eu quero é você, todos os dias da minha vida garota. – pronunciou selando-me singelo e eu lhe dei um sorriso. – feliz Natal !
— feliz Natal Zayn! – eu o desejei sorrindo e ele logo tomou de meus lábios um beijo, o melhor eu diria. –
Vou resumir o que aconteceu nas próximas horas, aquele fora o melhor Natal que já, depois de tanto insistir fomos visitar os garotos, passamos o resto da noite de natal festejando e como já era de se esperar, depois de tantos jantares com Zayn Malik acabando em um desastre finalmente ele acertou e me pediu em namoro, sabe eu aceitei, jamais deixaria quem eu amo passar na minha vida.

“A gente passa a vida toda procurando pela "pessoa certa", pra no final descobrir que é a errada mesmo, que nos faz bem, que nos completa. ”



N/A: Enfim cats o que acharam? Muitas devem estar se perguntando porque o imagine da 1D já que o blog é sobre o Jubs, enfim só estou compartilhando com vocês um dos meus primeiros shots que fiz, não é nada demais, não é uma fanfic é apenas um imagine, além de Belieber eu também sou uma Directioner e sei que algumas de vocês também são então só estou postando pra compensar o tempo que fiquei fora e avisando que amanhã posto Your Love Is My Drug. Então quem quiser pedir imagine fique a vontade nós comentários estarei atendendo a todos os pedidos, pode pedir hot, romântico ou engraçado com qualquer um dos minos até mesmo o Jubs *----* enfim é isso meninas eu vou indo até a próxima ;)

aviso

Amores sou a escritora de Runaway Love.
Realmente amores, eu demorei bastante pra aparecer.. mas, começarei a postar a fic amanhã! Espero que gostem muito! Amo todas vcs.. e não esqueçam de comentar

Caminhos Cruzados cap. 63



6 de dez de 2014

Revenge - 2 - Hi, New Katherine


Justin POV
E aqui estava eu mais uma vez, numa racha qualquer abraçado com uma garota que digo ser minha namorada mas não lembro nem seu nome, e Katherine ah elas está curtindo sua vida como nunca, ela me provoca a cada dia mais, não aguento mais minhas ereções matinais é quase 30 minutos pra acalmar o meu amigo aqui, não sei se aguento mais a cada rebolada que ela dá meu membro pulsa, mas qual é sou o Justin Bieber posso ter quem eu quiser
Kath POV 
Provocar o Bieber é a melhor sensação do mundo ele fica todo putinho, fui até o barzinho e pedi uma dose de tequila, assim que chegou bebi tudo num gole só que desceu rasgando, me virei e dei de cara com o meu alvo
—Bizzle— disse animada, não sei exatamente porque
—Kath— disse ele com um sorriso diferente que eu não consgui identificar—Uma Dose de vodka—ele disse logo recebendo o copo e virando de uma vez fazendo careta,ri da sua cara—então Kath, queria te fazer uma proposta—disse ele meio animadinho
—Diga—disse curiosa
—Sexo sem compromisso— disse ele quase pulando, comecei a gargalhar e ele ficou me olhando com cara de tacho
—Desculpa— disse enfim conseguindo respirar—como?—disse ainda tentando entender
—Isso ai, sexo sem compromisso, qual é vc tem um corpo que representa Deus na terra e sabemos que eu sou super bem dotado— ele disse apontando para seu membro, ri debochada e fiquei o olhando—Os melhores ficam com os melhores shawty—disse ele falando meu apelido antigo (vai ser o apelido dela quando ela e o JB estavam juntos)
—Odeio esse apelido idiota—disse bufando
—Nem vai lembrar dele quando estiver gemendo "oh Bieber" loucamente— ele disse normalmente, fiquei o olhando, ah qual é estou na seca mesmo e preciso por minha vingança em prática
—Tudo bem, aceito sua proposta— fisse confiante, ele me olhou surpreso com seus olhos quase saltando pra fora
-Se fosse a antiga Katherine, você diria não na hora—ele disse ainda de boca meio aberta
—Sou uma nova Katherine—disse naturalmente
—Oi, nova Katherine, Sou Justin Bieber satisfação em te conhecer, prazer shawty só na cama— ele disse piscando pra mim 

28 de nov de 2014

The Cost Of Fame - Cap 5 - Friends Back?

Justin POV
Os últimos 3 meses depois da briga com a Jas foram os piores da minha vida eu achei que tendo a Selena pra mim seria perfeito porque eu a amava mas descobri que ela é possessiva sobre mim mas se eu estiver sozinho ela não está nem ai, Selena é incrível mesmo não gostando de mim ainda gosto dela e não é amor, amor é o que eu sinto pela Jasmine, mas por Deus Jasmine me provoca todo santo dia, o que me faz pensar na grande burrada que fiz, eu Troquei um diamante por mil dólares, mas eu vou pegar meu diamante de volta nem que isso custe minha cara estampada em mais revistas
Jasmine POV
Eu não aguentava mais, Khamille todos os dia falando na minha cabeça que eu tinha de comer, que eu estava magra demais e que daqui uns tempos eu iria sumir, mas ai é que está eu não consigo vocês devem pensar que garota estupida trouxa não seguiu em frente ainda, pois mas parece que o amor de Justin é uma droga pra mim e infelizmente estou dependente disso, a cada segundo me pego pensando nele, a cada segundo meu coração parece ser apertado com um alicate, eu não sei o que fazer só sei que eu estou dependente de um amor não quero me apaixonar nunca mais, amor é uma droga e droga em excesso causa overdose 
Autora
Justin e Jasmine estavam cada vez mais acabados, ele culpado e ela destruída, mal sabia ele que pra quem está apaixonado um simples "desculpa" nos faz sentir melhor Jasmine já estava chegando em seu limite, como se estivesse na neve pois seu coração estava congelando, Justin estava disposto a pedir desculpas disposto a ter  sua garota de volta, nem que isso custasse o coração dele, ele sábia que teria gravação da nova música dela, o mais rápido que el pode se levantou naquela manhã, se arrumou o mais rápido possível por mais que pareça impossível ele não ligou para seu cabelo colocou um boné qualquer que combinasse com sua roupa pegou a primeira chave que viu na frente entre umas 5 que aviam alí, passou em uma lanchonete qualquer comprou um energético para acordar, seguiu para o estúdio, chegando lá ele apertava 2,3 vezes o botão do elevador em 5 segundos, depois de uma quase eternidade o elevador abriu suas grandes portas de ferro Justin estrou dentro daquela caixa respirando fundo e prendendo a respiração quem diria que ele entraria num elevador pela garota que ama, finalmente ele parou na porta a sua frnte respirou fundo umas 3 vezes ajeitou sua roupa, contou até mil se possível e abriu a porta Jasmine estava se preaarando para gravar a nova música ninguém tinha o visto além de Jasmine  ele sussurrou um "quero conversar" ela balançou sua cabeça megativamente e ele sussurrou em suplico um "por favor" ela assenriu e foi até ele que saiu da sala vendo que ela o seguiu, Justin respirou fundo pela décima vez nessa manhã, mas ele estava procurando as palavras certas para pedir suas desculpas e dizer para ela que precisava de seu sorriso para seu coração bater mais forte daqui pra frente então ele disse
-Jas eu te quero de volta, sei q não vai me perdoar mas por Deus eu te peço volte pra mim mesmo que vc não seja minha
-como assim-disse ela confusa
-amigos de novo?- ele disse sorrindo esperando atenciosamente sua resposta

25 de nov de 2014

Criminal Liaison - Dez .

P.V.O Demi Lovato .


Dois dias depois .
Eu já estava decidida do que fazer , e eu já tinha a resposta que ele queria . Talvez nois dois juntos poderíamos destruir Max de uma vez , sozinhos somos mais fracos . Eu andava de um lado para o outro , eu não queria um equipe , mais Justin iria me ajudar também . Eu não posso confiar totalmente nele assim  mal sei quem ele é , depois de destruir Max , eu iria destruir Justin Bieber . Vai ser simples acabar com um  e depois acabar com o outro .
[..]

Demi : Eu aceito o acordo .

Justin : Até que enfim , né ? .

Demi : Vamos acrescentar mais algumas coisas neste acordo .

Justin : Tudo que você quiser .

Demi : Ótimo , o plano inicial é acabar com Max e...

Justin : Esse plano , já faz tempo que temos que acabar com ele .

Demi : Fica queto , se vamos trabalhar juntos , vamos ter regras .

Justin : Começou...

Demi : É só o começo querido , como eu dizia o plano inicial é acabar com Max e depois disso tudo vai sobrar eu e você..

Justin : E oque tem a ver isso ? .

Demi : Juntos mais separados , lembra ? .

Justin : E você levou isso a sério ? - riu irônico .

Demi : E espero que você também leva .

Ryan : Precisamos saber o que Max faz .

Justin : Coloque alguém nosso lá .

Demi : Não .

Ryan e Justin : Não ? .

Demi : Não , tudo que precisamos é de alguém que saiba mexer com câmeras .

Justin : Já temos - Ryan e Justin se olharam .

Demi : E quem é ? .

Ryan : Eu .

Demi : Vamos lá então espertinho , quero que invada a casa do Max e pegue todas as imagens..

Ryan : Não é tão fácil assim , precisamos instalar câmeras na casa dele .

Demi : Já temos .

Justin : Tá de zoação ? .

Demi : Eu coloquei lá..

Justin : Foi por causa disso que você estava na quela festa ? .

Demi : Claro - sorri .

Ryan : Boa garota .

Demi : Obrigada .

Justin : Vamos lá então - Ryan se sentou numa cadeira de frente para um computador e ao lado estava algumas televisões pequenas , fui para perto dele e Justin fez o mesmo .

Demi : Coloquei uma câmera no banheiro , caso algum dos capangas dele fala algo e coloquei outra no quarto dele , não sei se deu tempo  de colocar direito .

Justin : Uma movimentação aconteceu depois .

Demi : Foram no quarto que eu estava .

Ryan : Ok , vamos tentar .

Demi : Aqui está - entreguei uma especie de micro para ele .

Ryan : Preciso de tempo .

Justin : Fique a vontade .

Demi : Contando que consiga invadir , tudo bem .


Narrando Em Terceira Pessoa .

Demi , Justin e Ryan estavam se esforçando ao máximo para conseguir oque queriam . Já Max não era tão tonto assim , ele sabia que algo estava acontecendo em seu redor . E quem não iria saber ? Morre capangas seus , recebe recados que ninguém jamais queria receber .

Max : Problema de vocês , seus idiotas - ele gritava com seus capangas .

Capanga 1 : Mais senhor ...

Max : Mais nada , vocês estão dando para traz .

Capanga 2 : Não estamos , só não conseguimos acha-lá .

Capanga 1 : O Ricardo disse que alguém a procurou também ...

Max : Não voltem sem ela aqui , quero que vão até o inferno se for preciso .

Capanga 3 : Sim senhor .

Max : Jonas - Max sorriu ao ver seu fiel e doce amigo - saiam todos - gritou .

Jonas : Trago notícias .

Max: Ótimo garoto .

Jonas : Eu nem sei porque estou fazendo isso .

Max : Você  sabe , você tem três vidas na minha mão e em um deslize acabo com os três - Max se referia á mãe de Jonas , o pai e a irmã .

Jonas : Isso é por eles .

Max : Então me conte tudo .

P.V.O Justin Bieber .

Ryan : Conseguimos - Ryan disse quebrando o silêncio .

Demi : Entra na câmera do quarto dele .

Ryan : Ok - depois de mexer numas coisas ele entrou - ninguém lá .

Demi : Droga .

Justin : Tenta o escritório .

Ryan : Espera .

Demi : Ele deve está em algum lugar .

Ryan : Pronto .

Demi : Ele está conversando com alguém .

Justin : Não da pra ver direito .

Demi : Tenta ampliar a câmera .

Ryan : Não dá .

Justin : Mais que merda .

Demi : Chama o Jonas .

Justin : Ele saiu .

Demi : E você deixa seus capangas sair assim ? .

Justin : São meus e não seus .

Ryan : Gente ..

Demi : Cala a boca Ryan .

Justin : Você entrou agora e não vai pensando que manda..

Ryan : Será que da pra olhar para mim ? .

Justin : Cala a boca .

Demi : É nossos e fica queto .

Ryan : GENTE - gritou .

Demi e Justin : Oque é ? - falamos juntos .

Ryan : Tão falando sobre contar algo .







~~~~

Mais um capitulo para vocês :) Falta pouco capítulos para acabar ...

Obrigada pelos comentários e até o próximo capitulo .

18 de nov de 2014

Revenge - Sinopse + Prologo

" estavam todos na boate até Chaz vir até mim e falar
-Hey Drew, posso ficar com ela
-Perdeu o amor no seu amigo Somers? -disse Justin sério
-Não, vocês não tem nada demais são só amigos ou nem isso
-Ja disse que não
-Porquê?
-Porque não
-Vai Drew deixa
-É Bieber, não tem nada demais-eu disse
-EU JA DISSE NÃO-ele respirou fundo suspirando e disse- vamos Katherine 
Fomos em direção de sua ferrari
-Porque você continua mentindo?
-Mentindo do que?
-Está na sua frente, EU TE AMO
Ele riu debochado e disse
-Sabe os problemas? São seus
Sai dali e fui andando pela calçada e ele me acompanhava com o carro devagar
-Para de me seguir
-Se ficar sozinha vão acabar te estrupando
-Achei que o problema fosse meu
Ele parou o carro e eu continuei andando senti ele me puxando e me 'jogando' dentro do carro 
-Que Saco
-QUIETA
Me sentei na frente e liguei o rádio e estava tocando Flawless da Queen B . Comecei a cantar baixinho já que estava no tédio chegamos na enorma mansão Bieber, subi as escadas e me tranquei no banheiro, tomei um banho quente e relaxante coloquei um pijama soltinho e folgadinho, me deitei na cara e ouvi Jutin desligar o chuveiro e em seguida se deitar ao meu lado, ele me abraçou de lado me virei de frente pra ele me aconcheguei em seu peito e assim dormi
Agora uma perguta que eu sei que você estar se perguntando : Quem sou eu? prazer meu nome é Katherine Candyman e eu sou a putinha particular do Justin Bieber o criminoso mais perigoso de toda a Atlanta, ou melhor ERA..."
Justin Bieber
Sedutor, atraente e garanhão essa é a ficha "limpa" de Justin, ele é um criminoso ou melhor O Criminoso, ele domina Atlanta tem quem quer na palma de suas mãos, e até mesmo Katherine Candyman que vai embora por cansar de ser um binquedinho, Bieber nem se quer se importou pois sabia que tinha ela na palma de suas mãos como as outras garotas, mal sabia ele que Kath voltaria, mais bonita, mais madura, com um corpo "evoluido" e agora Bieber é quem vai comer na mão de Katherine Candyman

Katherine Candyman
18 anos, apaixonda pelo Bieber o maior criminoso de Atlanta, mas ela cansa de ser um brinquedinho particular, Kath vai embora ma quando volta ela deixa até mesmo o Bieber chocado, com 19 anos ela volta mais madura mais MULHER seu corpo era de dar inveja a qualquer uma e de fazer a cabeça de Bieber pirar e esse era o Plano de Kath, essa era sua doce VINGANÇA

Olha eu aquii, desculpem a demora pra postar meus amores, bom isso é uma Fic nova, para recompensar meus atrasos e amanhã eu posto The Cost Of Fame, preparem se babys i'm back e é pra abalar com o core de vcs, 2 comentários? Se tiver faço maratona desse e de The Cost Of Fame (Justiça pra quem comenta) Beijosss Duda 

15 de nov de 2014

Runaway Love cap. 7


Criminal Liaison - Nove  .



P.V.O Justin Bieber .


Justin : Nois dois juntos seriamos uma dupla perfeita , pegaríamos ele tão fácil .

Demi : E o acordo ?

Justin : Bom o acordo seria , eu e você juntos , mais separados . E poderá rolar mais alguns acordos se quiser .

Demi : A cabeça do Max ficara só para um .

Justin : Com o melhor .

Demi : Com certeza você não é  - ela riu .

Justin : Vamos apostar que eu fico com a cabeça dele ? .

Demi : Vai perder .

Justin : É apenas aceitar .

Demi : Eu vou pensar .

Justin : Ainda tem que pensar ? É só uma aposta .

Demi : Não seu idiota , sobre o acordo - disse saindo - eu te procuro .

Assim ela saiu da sala , pensei alguns segundos antes de ir atras dela . Mais ela sabia oque estava fazendo , vou dar espaço a ela . Ryan já veio me enchendo de planos , eu até tinha esquecido que ele estava aqui dentro . Eu não tava com a minima para oque ele estava falando , mal conseguia prestar atenção , apenas concordava com a cabeça tudo que ele falava .

~~
Tá ae mais um capitulo e obrigada pelos comentarios , o mini imagine eu já estou quase terminando ele .. Prometo que no 10 o capitulo vai ser incrivel , Beijos <3 E desculpe pelo tamanho.

9 de nov de 2014

Caminhos Cruzados cap. 62

The Cost Of Fame - Cap 4 - Love, Money, Party &... END


"Dizer eu te amo, mas quando você ligar, nunca atender
Você faria perguntas como eu, como onde você estavaPorque eu estaria fora, as 4 da manhã em uma esquina, em algum lugarE se eu te traísse?Fizesse você chorarAs regras iriam mudar ou seriam as mesmas?Se eu, brincasse com você como um brinquedinhoÀs vezes queria poder agir como um garoto
Jasmine POV O Contrato já passou mas eu e Justin continuamos juntos, está tudo perfeito meus fãs estão crescendo a cada dia  mais,levantei e fui direto pro banheiro desci as escadas e comi cereal Khami desceu as escada com a cara toda amassada-Bom dia -disse animada-Hm? oi-Ui que desanimo-To com dor de cabeça-Eu falei pra não ir com o Austin naquela festa-Nem começa Jasmine nossas mães tão no Brasil-Ui ta bom bravinha Khami revirou os olhos e pegou meu cereal e começou a comer cono se fosse dela a olhei brava e ela deu de ombros pegei outra tigela e comecei a comer, terminamos e esperei Khami se trocar e fomos pro escritório da VS Toby o fotografo veio e abraçou nós duas -Minhas divas chegaram, prontas?-ele perguntou todo empolgado-Sim vamos logo Toby - disse para ele Tiramos as fotos e fomos ao shopping já   que não tinha nada pra fazer fomos direto na praça de alimentação quando cegamos lá a Khamille parou e ficou olhando para um ponto fixo quando segui seu olhar meu coração parou e eu já podia sentir as lágrimas descendo Justin e Selena quase se comendo ali mesmo, me virei e sai correndo pro carro eu sentia todos os flashes e escutava os "clicks" Khami veio atrás de mim e sentou no lugar do motorista e ficou me olhando-Vamos pra casa do Scooter Ela assentiu com a cabeça e foi correndo até lá limpei as últimas lágrimas que desciam e sai do carro-Jas o que faz aqui?-Scoot acabou o contrato-Oque? Mas você aceitou mais 5 meses, Jas o que ouve?-eu não quero mais Scoot só isso-Tudo bem Jas, você descobriu né? Em qual revista?-eu vi Scoot, espera você sabia?-Desconfiava, desculpe por não ter contado-Tudo bem, tchau Scoot-Tchau JasKhami foi direto pra casa -Hey ele não merecia você-ela disse quebrando o silêncio -Obrigado Khami, faz brigadeiro?-Faço- sorri e fui atrás dela o brigadeiro da Khami é o melhor de todosKhami dormiu comigo no quarto de hospedes não sei porque dormimos láAcordei com meu celular tocando-Alo?-Oi Jas-quem é?-não conhece seu namorado?-desculpa quem é? Eu não tenho namorado-sou eu Jas o Justin-nossa que merda-oque?-nada o que quer?-ta de TPM?-não to com sono-desculpa querida mas é 12:00 -foda-se-ui que brava-n vai falar o que quer tchau-ESPERA-que foi porra?-o que aconteceu Jas?-Não sei Justin? Aah e como anda a boca da Selena? Ou melhor como vai a vagina dela? Andou conferindo? -ele se calou na hora- que foi Justin, perdeu a língua dentro da boca da Selena?-Olha Jas descul...-Não me desculpe você Justin, olha só eu não quero mais ver sua cara se não for por causa de trabalho ok? Pra mim você morreu, aproveitou bastante de mim né? Acabou a minha pilha? Ou o brinquedinho ficou velho? Me desculpe mas eu não vou ser corna e deixar por isso mesmo e reze pro meu nome não sair como a Corna do ano em outra revista ou o seu querido e precioso amigo não vai mais dar prazer pra Selly, agora vá a merda e me deixa dormir obrigada - não esperei ele dizer nada de desliguei o celular e taquei ele na parede porque eu sábia que ele mandaria mensagens e tentaria ligar denovo, Khami abriu os olhos e começou a bater palmas-Safada tava ouvindo a conversa?-Tava, e tipo "como anda a vagina dela" tipo wow garota que isso?- ela disse rindo me fazendo rir também [...]Vamos Jas você e o Justin estão concorrendo pelo mesmo prêmio me levantei e fiquei esperando do lado dele que ficava me olhando enquanto eu estava olhando pra frente-E os concorrentes do prêmio 'Best Song Of 2014' são Justin Bieber -todos gritaram e falavam em coro "Justin,Justin"- Demi Lovato, Selena Gomez e Jasmine Palvin-quando ela falou meu nome todo mundo gritou histéricamente me fazendo sorrir- Os participantes entrem por favorAs roupas que eles estavam usando:
Justin
Selena
Demi
Jas

-Bom todos aqui sabem que sua carreira começou a pouco tempo mas desde de lá ela não para de fazer sucesso então se  apresenta pra gente Jasmine?
Todos começaram a gritar e aplaudir sorri com aquilo
-então essa música é a mais nova que eu tenho do meu álbum então espero que gostem porque ela ainda não vazou

If you want it, take it
I should've said it before
Tried to hide it, fake it
I can't pretend anymore

Uh, I only wanna die alive
Never by the hands of a broken heart
Uh, don't wanna hear you lie tonight
Now that I've become who I really are

Se você quiser, tome
Eu deveria ter dito isso antes
Tentei me esconder, me enganar
Eu não posso resistir mais

Uh, eu só quero morrer me sentindo viva
Nunca por causa de um coração partido
Uh, não quero ouvir você mentindo essa noite
Agora que me tornei quem eu realmente sou

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais

You were better, deeper
I was under your spell
Like a deadly fever (yeah, babe)
On the highway to hell

Uh, I only wanna die alive
Never by the hands of a broken heart
Uh, don't wanna hear you lie tonight
Now that I've become who I really are

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more

Você era melhor, mais profundo
Eu estava enfeitiçada
Como uma febre fatal (sim, baby)
Na estrada para o inferno

Uh, eu só quero morrer me sentindo viva
Nunca por causa de um coração partido
Uh, não quero ouvir você mentindo essa noite
Agora que me tornei quem eu realmente sou

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais


Thought on your body
I came alive
It was lethal
It was fatal
In my dreams it felt so right
But I woke up everytime
Oh, baby

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more

This is the part when I say I don’t want ya
I'm stronger than I've been before
This is the part when I break free
Cuz I can't resist it no more


Pensava em seu corpo
E me sentia viva
Isso era letal
Era fatal
Nos meus sonhos pareceu tão certo
Mas acordei todas as vezes
Oh, baby

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais

Essa é a parte quando eu digo que não te quero
Eu sou mais forte do que era antes
Essa é a parte em que eu me liberto
Porque eu não posso resistir mais
Justin poderia pensar bastante sobre essa música vocês devem pensar que eu sou uma louca apaixonada e tudo mais, mas não, eu só fiz essa música pra mostrar pra ele que, quem precisou de alguém aqui foi ele e não eu, porque eu não preciso do Justin pra viver a minha vida, entre nós dois tinha, amor, dinheiro, festas e o FIM

Oi Oi gentee, bem?? desculpem a demora eu estava de castigo haha, mas enfim, já ta acabando a melação né haha logo logo eu posto mais e se tiver 3 comentários aqui vou fazer maratona, topam? 3 comentário. Beijos Duda