10 de mai de 2014

Teenage Dream - 52

Sim, eu mudei a capa porque sou legal u.u

~ + ~

Justin's P.O.V
As vezes eu fico imaginando se fosse um criminoso. Se fosse alguém diferente para Blaire, e estivéssemos nos conhecendo. Até imagino como eu gostaria de vê-la, como minha massagista particular. Ela é ótima nisso. Até imagino seus pensamentos sobre tudo isso. Blaire é louca, minha louca favorita.

Flashback on
- Você é nova aqui não é? Nunca te vi. – Puxei assunto.

- Sou sim, você sempre vem aqui?
- Não te falaram? Sou o Justin Bieber, querida. – Brinquei e ela riu.
- Você é aquele tal, que come todas depois de um dia de massagem?
- Esse mesmo. E você, quem é?
- Eu sou Blaire. – Passou de leve suas unhas por minhas costas.
- Você gosta de provocar não é Blaire? – Levantei rápido, e falei em seu ouvido, a deixando arrepiada.
- Eu só não sou boazinha. – Mordeu os lábios e piscou pra mim, essa puta é safada.
- Você é diferente das outras, você é difícil, é isso? – Perguntei, passando a mão por seus cabelos.
- Já ouviu falar em mulheres sensuais? Mulheres sensuais são malvadas. – Respondeu ao pé de meu ouvido.
- E o que fazem essas mulheres sensuais e malvadas? – Mordi sua orelha.
- Elas brincam com você sem se importar, elas apenas te seduzem como eu estou fazendo.
- Você deve deixar qualquer homem louco garota.
- Garota não, mulher. – Colou nossos corpos, deixando meus pelos ouriçarem.
- Você sabe o que um homem e uma mulher fazem, trancados em um quarto, a sós?
- Sei, e eu adoro. – Colou nossos lábios, e eu segurei sua cintura.
- Eu vou te ensinar como o maior criminoso de Los Angeles faz.

Não dei tempo de ela responder, e ataquei seus lábios com pressa, arrancando de vez aquele roupão que ela usava. Sorri ao ver que seu corpo não era como de garotinhas, ela tinha grande volume em todas as partes de seu corpo. Sua bunda parecia mais uma lua cheia, seus seios pareciam grandes melões e suas pernas eram como grandes mamões, ela era sexy sem ser vulgar, apesar de ser malvada, aquilo era demais. Desci meus lábios para seu pescoço, depositando selinhos e chupões por ali, até seus seios estavam marcados por mim, eu deixaria algo que mostrasse que ela iria ser minha.

Blaire – Point Of View
Esse Justin era gostoso. Mas, eu não o deixaria ficar no comando, não mesmo. Antes dele, deitei-o na cama de massagem e sentei em seu colo, dando leves rebolados para sentir seu pau duro. Minhas mãos estavam apoiadas em seus braços, e suas mãos apertavam minha bunda. Ataquei seus lábios, dando meu melhor beijo e por final mordendo sua boca. Passei minha unha por todo seu corpo e o pude ver excitado de olhos fechados, então apenas arranquei sua cueca, o deixando completamente nu, e a única coisa que nos separava, eram minhas roupas íntimas. Com minhas mãos, segurei seu membro que estava duro como pedra, e comecei a fazer movimentos de vai e vem, arrancando gemidos roucos dele, que me deixavam maluca.

- Você gosta disso Bieber? – Passei de leve meus dentes, sob a cabeça de seu grande membro.
- Não me pergunte se eu gosto, apenas faça seu trabalho. – Mordi os lábios ao perceber que ele gozaria.

Coloquei a boca e seu membro e comecei a chupá-lo, ele estava achando aquilo maravilhoso e eu também, eu era apenas mais uma virgem, mas, eu sabia o que fazer naquele exato momento, e eu iria dar meu melhor. Dei leves sugadas sob seu membro, e pude senti-lo amolecer, sorri e engoli tudo aquilo, era muito, mas, o prazer de sentir seu gosto era maior. Eu iria ser malvada com ele, então eu mesma tirei meu sutiã, deixando os meus seios pularem para fora, e vê-lo sorrir de luxúria, aquilo não era silicone, era marca pura de uma verdadeira Brasileira. Tirei minha calcinha e a joguei em algum lugar daquele quarto, eu iria me masturbar na frente dele, eu iria dar mais prazer do que ele imagina. A cada vez que eu enfiava meus dedos em minha vagina, eu soltava um gemido rouco, ele me olhava atento sem tirar os olhos, ele iria me atacar a qualquer minuto, eu tinha certeza. Meu gozo não parava de descer e seus olhos não paravam de rolar, tentando evitar o desejo. Passei a mão sob meu gozo e o levei até minha boca, sentindo meu gosto que por sinal era maravilhoso. Passei novamente minha mão sob minha vagina e a levei até sua boca, ele iria delirar ali mesmo. Sorri ao vê-lo tentar ignorar, mas, ele não iria aguentar por tanto tempo.

- Vamos Bieber, eu sei que você quer. Engole isso e aproveita que eu te satisfaço.

Ele me olhou cerrando os olhos e segurou minha mão, pondo-a na sua boca e sentindo meu gosto, ele estava satisfeito ao me sentir, e insatisfeito por não ter feito aquilo. Empurrei-o novamente na cama e sentei em seu membro, aquilo doía um pouco por ser minha primeira vez, mas, o prazer falava mais alto do que a dor física. Nossos gemidos estavam cada vez mais altos, ele segurava minha cintura com força, querendo que eu rebolasse cada vez mais, então eu apenas requebrei meu quadril, vendo que ele gostou daquilo. Era desconfortável transar naquilo, mas, já que aqui não tinha cama... Ele trocou as posições com rapidez, e não me pergunte como, eu não sei. Atacou meus seios sem dizer nada, uma de suas mãos massageava meu seio direito e sua boca “devorava” o seio esquerdo, isso me deixava excitada pra caralho. Minhas mãos estavam em seus cabelos, os puxando para que ele deixasse se me provocar, ele estava adorando aquilo. Logo vi que ele parou e partiu para minha vagina que estava completamente molhada nesse momento. Seus dedos penetravam-me com força e rapidez, eu não gostaria de parar aquilo por nada, nada mesmo. Gozei mais uma vez em seus dedos e ele os pôs na boca, como se estivesse “ostentando” por sentir meu gosto, ele é maluco. Pensando que ele iria parar com aquilo, por tirar seus dedos de dentro de mim, errei. Ele atacou minha vagina com sua boca, sua língua passeava por todo aquele canto, me deixando maluca. Ele dava leves sugados por aquele local, e não vou negar, era gostoso fazer sexo com o maior criminoso de Los Angeles.

[...]

Assim que terminamos eu vesti minhas roupas íntimas com pressa, vesti o roupão e lavei o rosto. Ele fazia o mesmo, para não chegar em casa com cara de cansado. Entreguei sua ficha já carimbada, e ele apenas me deu um beijo e um papel com seu número de telefone, saindo logo em seguida. Pude ouvir as perguntas das outras lá de fora. Aquilo estava me enojando, essas garotas são nojentas. Elas dão a qualquer hora, para qualquer um que aparece. Eu apenas daria para alguém que realmente me deixasse louca, como o Bieber fez em poucos minutos. Abri uma brecha da porta sem fazer barulho, e vi aquelas putas arrombadas tudo atiradas pra cima dele, eu não me importava, Bieber só fez sexo comigo.

- E aí, como foi? Aposto que ela não é tão boa quanto eu! – Jessica, uma loira aguada falou.
- Para responder a pergunta de vocês, ela foi melhor que qualquer uma agora preciso ir. – Disse Justin, e eu apenas sorri sem que ninguém percebesse. – Vocês todas são arrombadas, não tem mais graça de comer. – Olhou para a porta e piscou para mim, apenas escondi meu rosto, dando uma risadinha daquelas putas. Eu consegui seduzir mais um, e fiz melhor.

Eu transei com Justin Bieber.

- Hey gatinha. – Chamou minha atenção, abrindo a porta. – Vem cá e me dá um beijo de despedida.

Mordi os lábios e encaixei perfeitamente minha perna direita entre suas duas pernas. Encostei nossas bocas e dei um baita beijo nele, mostrando aquelas vadias como é que se faz. Sua mão se direcionou até minha bunda, apertando-a e me fazendo arfar baixinho, o que fez ele rir. Mordi seu lábio inferior e ele bateu de leve seu dedo sobre meu nariz, me fazendo soltar seu lábio, o deixando ir. Pisquei para ele e ele apenas sorriu, fazendo as outras me olharem feio. Dei de ombros e peguei minhas coisas, me retirando dali de roupão. 

~ + ~

Não custa nada sonhar. Roubei de uma fic que eu estou pensando em escrever pra vocês, que vai se chamar "Possessive Danger" que virá daqui a muito tempo u.u Enfim, faltam apenas oito capítulos para Teenage Dream acabar, to ponto eles para aproveitarem, espero que tenham gostado viu? Obrigada pelos comentários e desculpem pela demora. Amo vocês,
Bieberkiss <3

Um comentário: