10 de abr de 2014

Teenage Dream - 6





Blaire’s P.O.V

- Justin? O que você está fazendo aqui? – Dei ênfase no você

- Eu é que te pergunto, está me seguindo?

- Que eu saiba é você que me espiona.

- Quem é ele? – Apontou para o Tales

- Não é da sua conta, ok?

- Quem é ele Blaire? – Dessa vez Tales

- Deixa Tales, esse é o Justin. – Respondeu Ammy

- Vocês o conhecem?

- Sim, ele é o tal gato da festa, sabe?

- Ah! – Justin riu

- Esse cara é gay? – Perguntou-me

- Justin, respeite o Tales, ele tem namorada!

- Tenho?

- Tem, não é Ammy?

- Ah, sim, ele tem namorada e sou eu. – Sorri

- Bom o que veio fazer aqui?

- Aff Justin, você não desiste?

- Não, e isso não vai acabar tão cedo.

- Agora eu tenho certeza de que você é ridículo.

- Ridículo mas você transou comigo.

- Não tem desculpa melhor? Você é tão baixo.

- Vai dar uma de adulta agora?

- Se preciso, sim. Cadê sua namorada?

- Disse que ia ao banheiro.

- Se eu fosse você, não confiava nela de jeito nenhum.

- Você só não gosta dela.

- Bom Blaire, a gente vai dar o fora.. – Assenti e eles saíram

- Como assim que não gosto?

- Você tem inveja dela!

- Não fala coisas que você não sabe.

- Me ame menos.

- Não tem como diminuir algo que não existe.

- Sempre com a resposta na ponta da língua não é?

- Preciso.

- Justin, o que você está fazendo com essa garota de novo?

- Estamos conversando, não tá vendo galinha?

- Me respeita!

Revirei os olhos, essa galinha de novo, eu não mereço essas coisas. Porque Deus, porque comigo? Eu poderia estar bem com ela longe de mim. Bufei esperando alguém falar.



- Bom, eu já vou indo.

- Não Blaire, não terminamos a conversa.

- Nunca tivemos nada começado, então nada à terminar.

- Justin, ou você escolhe, ou essa garota, ou eu.

- Amor, eu só vou falar com ela.

- Escolhe. – Apenas vi ele se virar para ela, e caminharem para longe de mim



Ótimo, eu vou ficar sozinha de novo. Virei as costas para eles e deixei as lágrimas começarem a cair, eu não preciso segurar isso, tenho meus direitos de chorar quando precisar. Sentei em um banco e comecei a pensar porque tudo dá errado para mim, porque eu nunca tenho alguém comigo.



- Blaire, não chora!

- Tales, cadê a Ammy?

- Tem um assunto importante para resolver em casa, que estava em greve.

- E me deixou aqui?

- É, ela disse que seria rápido.

- Ok.

- Porque estava chorando?

- Eu nem sei mais o que fazer da minha vida.

- Ei pequena, como assim?

- Eu não tenho à ninguém, sou uma puta desordenada.

- Você não é uma puta, você tem à mim e à Ammy, nós te amamos.

- Eu sei Tales, também amo vocês, mas eu quis dizer a família, namorado, sei lá..

- Você não precisa disso quando se é desse jeito, ninguém é bom demais para você.

- Tá falando isso só pra me fazer sorrir.

- É, porque eu gosto de muito de você.

- Sério obrigada mesmo Tales.

- Que isso baixinha, não precisa agradecer coisa que faria sempre.

- Você é insubstituível, o melhor amigo que eu tenho.

- Você também, porque a Ammy é minha..

- Futura namorada.

- Isso.

- Ela foi embora à quantos minutos?

- Uns vinte e sete, meia hora.

- Hm..

- Vai continuar triste?

- Não se você me der um abraço bem apertado.

- Ok. – Me puxou para um abraço. Eu vou estar com você.

- Obrigada. – Sorri e o abracei mais forte, como se fosse possível



Eu não conseguiria parar de chorar se não fosse Tales ou Ammy, eu sou muito fraca para essas coisas, e só eles podem me ajudar. Juro para vocês que Tales é daqueles melhores amigos que estarão sempre lá, eu não vivo sem ele, ou a Ammy, os dois são tão especiais para mim, isso é uma benção de Deus.



- Se não existisse amigos como você e Ammy, o mundo estaria perdido.

- Concordo. – Sorrimos

- Tales, porque a vida é tão difícil?

- Se não tivesse coisas difíceis, onde estaria as aventuras minha pequena?

- Você tem razão, mas é que parece ser impossível.

- Deus não colocaria nada impossível em nossas vidas.

- Você sabe de tanta coisa.

- Só sei o que é preciso para sobreviver sem problemas.



Sorri, as frases do Tales são as melhores. Vimos a Ammy correndo em nossa direção, sorri e corri para abraça-la, ela demorou um pouco mais do que devia, eu acho. Ela sorriu torto e eu estranhei.



- Que foi Ammy?

- Recebi uma oferta de emprego.

- Ammy trabalhando?

- É Blaire, foi minha mãe que me colocou nesse rolo.

- Que merda ein?

- Pois é.

- Ei princesa, vem cá. – Chamou ela e deu um selinho na mesma

- Que hora é?

- Cinco e cinquenta.

- Ai meu Deus, eu tenho que me arrumar.

- Eu também.

- Tales nos leva pra casa agora.

- Ok mulheres.



Rimos e ele nos levou de volta pra casa, dirigindo no carro de Ane, porque ele quis vir a pé, ok né? Que tipo de pessoa anda quilômetros a pé? Ah, o Tales. Haha. Chegamos em casa e agradecemos a ele.



[...]



- Tchau Ammy, beijos e bom encontro para você.

- Para você também Blaire.

- Obrigada.



[...]



- Então você é a Blaire?

- Eu em carne e osso, não está me reconhecendo Luke?

- Estou, é que você é mais bonita pessoalmente.

- Obrigada, você também é lindo.

- O que vai querer?

- Filé a Parmegiana.

- É uma comida muito gostosa.

- Eu sei, haha. Esse lugar é lindo.

- Que bom que gostou. (Ela falou que é lindo, não que gostou u.u)



Logo um garçom veio nos atender e fizemos nossos pedidos, ele pediu vinho branco e eu quase não aceitei, por ser de menor, mas, ok. Começamos a comer, estava muito bom, nós conversávamos sobre diversos assuntos, ele é muito engraçado, não tem como não gostar dele. Me senti muito bem, ao seu lado.



- Gostou do encontro?

- Digamos que eu adorei, foi incrível.

- Que bom, podemos sair mais vezes?

- Claro qualquer dia.

- Ótimo.

- Você sabe andar de Skate?

- Sim, por quê? Você gosta?

- Acho que é interessante, pode um dia me ensinar a andar?

- Claro que sim, vai ser um enorme prazer.

- Obrigada.

- Não foi nada.



Logo nos despedimos e eu entrei em casa, Ammy não estava aqui ainda, então eu ia ficar contando sobre meu encontro para mim mesma, porque não terei ninguém para me ouvir falar. 

- Blaire, eu cheguei!

- Nossa, chegou cedo em?

- Você também, e aí, como foi o encontro?

- Foi ótimo, ainda bem que você chegou para eu te contar.

- Nossa, eu também foi contar o meu.

- Menina, ele é tão fofo. – Sorri boba

- Conta como foi, sei lá.

- Ele foi atencioso demais, me fez várias perguntas, conversou bastante comigo.

- Rolou algum beijo?

- Não, porque ainda foi o primeiro encontro.

- Quer dizer que ainda vão ter mais?

- Com certeza, gostei bastante dele.

- Cuidado para não acabar se machucando Blaire.

- Pena que eu não posso dizer o mesmo, confiamos no Tales.

- É.

- Fala como foi o encontro de vocês.

- Ah, o Tales me pediu em namoro, vai pedir até a minha mãe.

- Sério? – Assentiu e eu sorri, olhando seu lindo anel ganho do Tales

- Falar nisso, hoje é dia dos namorados!

- Olha que coisa boa Ammy. – Rimos

- Ele falou tantas coisas lindas para mim Blaire.

- Ah cara, eu quero ser convidada para o casamento.

- Besta.

- Ele elogiou sua roupa, você?

- Ele disse que eu estava tão linda, que tem sorte de me ter.

- Ai que fofos vocês, formam um casal perfeito.

- E como foi com o Justin?

- Grosso e idiota como sempre é.

- Vai ver ele está afim de você..

- Não fala besteira, ele é bem mais velho e não seria ridículo comigo.

- Tem razão, se gostasse de você, te tratava melhor.



Logo vieram imagens do Justin comigo na cama, e depois ele me tratando mal na frente da tal da Caitlin, no shopping, e as lágrimas começaram a cair. Sentei na minha cama e me encolhi, chorando.



- Não diga que você vai chorar por esse idiota?

- Já estou chorando.

- Não, você não pode, está apaixonada por ele?

- Não! Não é possível em tão pouco tempo.

- Tem razão, mais é a milésima vez que está chorando por ele.

- É o modo que ele me trata Ammy, me machuca.

- Como assim?

- Ele me trata como se eu fosse um lixo.

- Quem disse que ele tem esse direito? Eu vou mata-lo!

- Deixa isso pra lá Ammy.

- Não, ele não pode fazer isso com você.

- Já fez estrago demais, não tem como voltar atrás, nem se pedir perdão.



Eu não vou deixar ele me humilhar desse jeito, ele me fazer de saco de pancadas, da próxima que ele vier eu falo tudo de vez na cara dele, quero ver se vai continuar agindo como um idiota qualquer.



- Ele não deveria ter feito isso com você, vai pagar muito caro.

- Deixa isso pra lá, já passou e eu já esqueci.

- Esqueceu nada, você ainda está chorando aí Blaire.

- Não faz nada não, por favor.

- Tarde demais para dizer isso querida.



Vi ela sair do quarto fechando a porta, e me deixando sozinha aqui na cama, chorando mais uma vez por aquele tremendo idiota. Você pode até dizer que sou idiota por ele ser lindo, mais é de se jogar fora, até porque é um cara ridículo, além de ser um covarde sem vergonha. Porque ainda choro por ele? Minha vida não tem como ficar pior do que já está, já não basta ter perdido a virgindade, ser expulsa de casa, ser humilhada e ainda chorar pelo cara que causou tudo isso. Eu poderia estar sorrindo agora, mais eu não tenho motivos, porque eu tenho que ser tão lerda, para chorar por gente desse tipo? Eu poderia estar em casa agora. Não há motivos para eu estar em casa, depois do que deixei acontecer, mas, se eu não tivesse ido à essa festa, nada disso teria acontecido, mas, mesmo assim, eu iria conhecer ele, e talvez de um jeito ou de outro, aquilo aconteceria.



[...]



- Blaire querida, você viu a Ane? – Perguntou entrando no quarto

- Ela disse que iria passar no vizinho, tia.

- Mais já são onze horas.

- A senhora quer que eu chame ela?

- Sim por favor, e não me chame de senhora por favor.

- Ok.



Levantei da cama rápido e desci as escadas, saí de casa e passei para a frente da porta da casa de Justin, estava pensando se batia ou não, mas, lembrei que Ammy está lá, então eu bati.



- Você que mandou essa sua amiguinha aqui?

- Ela veio por vontade própria.

- Aproveita e leva ela, porque eu já apanhei bastante e não gosto de bater em mulher.

- Pelo menos isso, vem Ammy por favor né?

- Aff.



Saímos e eu ouvi ele dizer idiotas, fechei a porta com força e ele disse que não era minha casa para eu fazer isso, dei de ombros e olhei torto para a Ammy, cerrei os olhos e ela começou a rir, eu não me aguentei e entrei na dela, parecíamos duas loucas rindo no meio da rua, às onze horas da noite.



- Você é louca.

- Farei que o faria.

- Não deveria Ammy.

- Ah, sua besta, ele mereceu.

- Eu vi o rosto dele vermelho, vai dizer que aquilo tudo foi você?

- Sim, foi eu.

- A Caitlin não estava lá?

- Caitlin? Bom, quem for, não estava.

- Deveria estar dando para qualquer um na esquina.

- Quem você pensa que é para falar assim de mim? – Viramos e vimos ela plantada na pista

- Não preciso ser alguém para ser realista.

- O que estavam fazendo na casa do meu homem?

- Nada que seja de sua conta.

- Peter, Oliver, Brandon, Dan, segurem-nas.



Logo apareceram quatro homens enormes de tão fortes à nossa frente, e não tivemos chances de correr, pois eram quatro, e logo estaríamos acabadas se nos pegassem, afinal, são homens.



- Nathaly, Lívia e Paloma, podem vir.

- O que vai fazer? Mandar nos matar? Haha. – Ri sarcástica

- Não brinca com isso. – Riu. Podem começar o trabalho



Logo as três mulheres vieram nos bater, eu apenas ouvia as risadas da Cailtin, isso está passando dos limites, eu tenho que fazer alguma coisa. Comecei a gritar com a Ammy, chamar pelo Justin e pela Ane, sim, eu gritei pelo Justin, quem sabe assim ele enxerga o mal que sua mulher faz para os outros.



- Desculpa por te meter nisso Ammy.

- Tudo bem Blaire, eu não me importo.

- Você está machucada por minha causa.

- Amigas fazem de tudo pelas outras.

- Eu amo você Ammy, obrigada.



Disse e levei um soco na boca, deixando o sangue começar a escorrer. Ouvi alguns passos perto do local onde estávamos apanhando, e vi a imagem da Ane, um dos homens a seguraram também, mas Caitlin não deu o direito de baterem nela. Gritávamos pelo Justin e nada, até que ele apareceu atrás de Caitlin.



- Amor, o que você está fazendo?

- Justin?




Como eu sou legal, vou postar mais um capítulo e explico o porquê da demora u.u

2 comentários:

  1. Ain qe perff, amu a Cait , mas nessa IB to com mt odio dela (bicht) kkk o q sera qe o Juss vai fazer ;33 continua

    ResponderExcluir