31 de jan de 2014

The Choice - 4

  ''Eu quero a sorte de um amor
                  tranquilo.''

          POV's Clary Collins

Levantei, fui até a porta e ela não abria, bati várias vezes na porta, mas, nada. Olhei para atrás e o Derek ainda estava dormindo, graças a Deus. Peguei a chave reserva no closet e abri a porta, sai do quarto, fechei a porta e desci, cheguei na metade da escada e fiquei ouvindo a conversa de um homem e o Justin, Justin estava amarrado em uma cadeira com vários ferimentos no rosto e o homem estava em pé.

- Ah, qual é, Bieber?! Só me dar ela e pronto.

- Eu não vou dar ela para você, Chuk. Ela não é um objeto.

- Que lindo, Bieber defendendo uma puta.

- Ela não é uma puta! Seu imbecil.

- Claro que é, aliás, cadê ela?

- Saiu. -disse Justin, olhando para os lados

Subi devagar, entrei no quarto e peguei meu celular no criado-mudo, disquei o número do Ryan e depois de um tempo, ele atendeu.

- Ryan?

- Oi.

- Quem é Chuk?

- N... Ni... Ninguém. Por quê?

- Ele está aqui em casa, o Justin está amarrado e... -ouvi uma batida forte na porta- Vem pra cá, rápido. -joguei o celular no chão

Peguei o Derek no colo rápido, me perguntei como ele consegue dormi com todo esse barulho, corri para dentro do closet e o fechei, me escondi atrás de algumas roupas e respirei fundo. O Derek estava pesando no meu colo, eu queria que aquilo fosse apenas um sonho, mas, não era.

- CLARY? Aonde você está? -reconheci a voz do Ryan

Levantei-me com o Derek e sai do closet, abraçei o Ryan, olhei em volta e estava tudo destruído, colchão virado, lençois jogados no chão, vidros... Entrei no banheiro e vi tudo destruído também.

- Minha casa está completamente destruída, Ryan. Cadê o Justin?

- Lá em baixo.

Deixei o Derek com o Ryan, desci a escada e vi o Justin cheio de sangue na camiseta, no seu rosto e na sua bermuda.

- O que aconteceu aqui? -ele nao respondeu- Fala, Justin!

- Eu sou um gângster, tabom? -ele gritou

- Porque você está gritando? Você que erra e eu sou a culpada?

- Eu não disse isso!

- Você é um gângster? Porque não me falou antes?!

- Se eu tivesse dito, você não ficaria comigo.

- Se o nosso amor fosse maior, quem sabe?

- Vamos esquecer isso, Clary. Por favor, eu te amo. -ele me deu selinho

- Não, você mentiu para mim.

- Foi preciso. Eu queria sua segurança e a do Derek.

- Você mata pessoas? Você rouba? -ele olhou para os lados- Eu não acredito, Justin.

- Isso faz parte da vida de um gângster, Clary.

- Tudo bem, Justin.

- Você vai me perdoar?

- Eu não sei... Vou pensar. Cadê as empregadas?

- Foram embora.

- Antes do Chuk vim?

- Sim. Como sabe o nome dele?

- Eu desci aqui e te vi.

- Foi você que ligou para o Ryan?

- Sim. Eu vou ajeitar as coisas lá em cima.

                  ********
Desculpem a demora, o capítulo ficou médio, porquê eu vou no mercado e depois vou para casa de uma amiga. Vocês viram o clipe de Confident? Eu amei! Beijos!



5 comentários: